Macron e Sissi pedem “a maior contenção” para evitar escalada na Líbia

Os Presidentes de França e do Egito, Emmanuel Macron e Abdel Fattah al-Sissi, falaram hoje ao telefone sobre “os riscos de uma escalada militar” na Líbia e apelaram “à maior contenção” do “conjunto dos atores internacionais e líbios”, anunciou hoje a Presidência francesa.

Macron e Sissi pedem

Macron e Sissi pedem “a maior contenção” para evitar escalada na Líbia

Os Presidentes de França e do Egito, Emmanuel Macron e Abdel Fattah al-Sissi, falaram hoje ao telefone sobre “os riscos de uma escalada militar” na Líbia e apelaram “à maior contenção” do “conjunto dos atores internacionais e líbios”, anunciou hoje a Presidência francesa.

Os dois chefes de Estado “exprimiram a sua vontade de que um acordo político seja encontrado no quadro das Nações Unidas (…) para restaurar a unidade e a plena soberania da Líbia”, acrescentou o Eliseu.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, abriu na quinta-feira o caminho a uma intervenção militar direta da Turquia na Líbia, anunciando uma votação em breve no parlamento sobre o envio de tropas para apoiar o Governo de Tripoli, que enfrenta o marechal Khalifa Haftar, que controla o leste da Líbia e lançou em abril uma ofensiva para se apoderar de Tripoli.

Haftar é apoiado pelo Egito, os Emirados Árabes Unidos e a Rússia.

Macron e Sissi “concordaram agir em estreita coordenação” para facilitar um “relançamento decisivo das negociações inter-líbias”.

FPA // ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS