Líder do PSD diz que “todos os casos” de abuso sexual na Igreja são “importantes”

O presidente do PSD, Luís Montenegro, defendeu hoje que “todos os casos” de abusos sexuais de menores na Igreja Católica, desde o “primeiro e até ao último”, são “importantes” e “merecedores de investigação e punição”.

Líder do PSD diz que

Líder do PSD diz que “todos os casos” de abuso sexual na Igreja são “importantes”

O presidente do PSD, Luís Montenegro, defendeu hoje que “todos os casos” de abusos sexuais de menores na Igreja Católica, desde o “primeiro e até ao último”, são “importantes” e “merecedores de investigação e punição”.

“Todos os casos”, ou seja, desde o “primeiro e até ao último, são merecedores de uma investigação profunda e de um apuramento de responsabilidades absolutamente exigente”, afirmou o líder social-democrata, em Évora.

Luís Montenegro, que falava aos jornalistas no final de uma visita ao Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT), na cidade alentejana, defendeu que “todos os que prevaricaram e prevaricam têm que ser punidos e penalizados”.

“Não posso estar a diferenciar nenhum. São todos igualmente importantes e merecedores de investigação, de apuramento de verdade e de responsabilidade e de punição”, sublinhou o dirigente ‘laranja’.

O líder do PSD respondia a perguntas dos jornalistas sobre as afirmações do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, proferidas na terça-feira, sobre os abusos sexuais de menores na Igreja Católica.

O chefe de Estado afirmou então não estar surpreendido com as 424 queixas de abusos sexuais contra crianças na Igreja Católica e considerou que não é um número “particularmente elevado” comparado com “milhares de casos” noutros países.

Estas palavras do Presidente da República motivaram uma onda de críticas nas redes sociais, em particular de dirigentes partidários.

SM // ACL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS