Líder do PSD acusa António Costa de “matar o próximo ministro da Saúde”

O presidente do PSD acusou hoje o primeiro-ministro de “matar o próximo ministro da Saúde” ao dizer que a política no setor vai continuar igual, criticando “a arrogância” de António Costa.

Líder do PSD acusa António Costa de

Líder do PSD acusa António Costa de “matar o próximo ministro da Saúde”

O presidente do PSD acusou hoje o primeiro-ministro de “matar o próximo ministro da Saúde” ao dizer que a política no setor vai continuar igual, criticando “a arrogância” de António Costa.

No encerramento da 18.ª edição da Universidade de Verão do PSD, que decorre desde segunda-feira em Castelo de Vide (Portalegre), Luís Montenegro avisou que, se a política de saúde vai continuar a ser a mesma, “vai continuar a haver urgências fechadas, portugueses sem médicos de família, consultas adiadas”.

Numa intervenção de cerca de meia hora, mais curta do que o habitual, o líder do PSD dedicou o arranque à demissão da ministra da Saúde, Marta Temido, anunciada na madrugada de terça-feira.

“A ministra demitiu-se dizendo que não tinha condições para continuar. Qual é a resposta do primeiro-ministro? Então se não tem condições, fica mais umas semanas para decidir coisas importantes para as quais julga não ter condições. Isto é uma contradição”, criticou.

Luís Montenegro acusou mesmo António Costa de arrogância por já ter afirmado publicamente que “a política de saúde vai ser a mesma”.

“É caso para dizer que António Costa já está a matar o próximo ministro ou ministra da Saúde, porque já lhe está a desejar uma política que deu maus resultados”, disse, aconselhando o primeiro-ministro a ter humildade e reconhecer que a política de saúde falhou.

SMA // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS