Líder da oposição na Nicarágua regressa ao país após 14 meses de exílio

O líder da oposição nicaraguense Felix Maradiaga, acusado pela Justiça de provocar a agitação social contra o Presidente Daniel Ortega, regressou esta segunda-feira ao país, após 14 meses de exílio.

Líder da oposição na Nicarágua regressa ao país após 14 meses de exílio

Líder da oposição na Nicarágua regressa ao país após 14 meses de exílio

O líder da oposição nicaraguense Felix Maradiaga, acusado pela Justiça de provocar a agitação social contra o Presidente Daniel Ortega, regressou esta segunda-feira ao país, após 14 meses de exílio.

“Fiz tudo o que estava ao meu alcance para que o mundo saiba o que está a acontecer na Nicarágua e para que a comunidade internacional exerça pressão por uma transição pacífica para a democracia”, afirmou o académico e ativista político, em declarações aos jornalistas à chegada a Manágua.

A acusação contra Felix Maradiaga foi arquivada devido à controversa lei da amnistia, que entrou em vigor em junho e propõe que as autoridades não investiguem os delitos cometidos durante a crise no país e que se abstenham de executar sentenças.

O diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Políticas Públicas (IEEPP) ressalvou que sua decisão de voltar à Nicarágua “não pode ser interpretada como um convite para que outros alvos de perseguição política regressem ao país”, onde “nada é normal”.

O membro da Aliança Cívica pela Justiça e a Democracia tem sido um dos principais rostos das denúncias contra o Presidente Daniel Ortega, há 12 anos no poder.

Em setembro do ano passado, o opositor, que foi secretário-geral do Ministério da Defesa no Governo de Enrique Bolaños (2002-2007), denunciou Ortega perante o Conselho de Segurança da ONU, por alegadas violações dos direitos humanos.

Desde abril de 2018, a Nicarágua vive uma crise sociopolítica que deixou pelo menos 328 mortos, segundo a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), embora órgãos de comunicação locais elevem o número para 595 e o Governo reconheça apenas 200.

FST // FST

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS