Legislativas: Livre com 84 candidatos nas primárias

A primárias do Livre contam com 84 candidatos às listas de deputados a apresentar pelo partido nas legislativas de janeiro e serão realizados 30 debates no período de campanha eleitoral interna, que arrancou esta hoje.

Legislativas: Livre com 84 candidatos nas primárias

Legislativas: Livre com 84 candidatos nas primárias

A primárias do Livre contam com 84 candidatos às listas de deputados a apresentar pelo partido nas legislativas de janeiro e serão realizados 30 debates no período de campanha eleitoral interna, que arrancou esta hoje.

Questionado pela agência Lusa, o porta-voz do Grupo de Contacto (direção) do Livre, Pedro Mendonça, disse que “num curto espaço de tempo, devido à dissolução do parlamento, sem campanhas de comunicação pela mesma razão, responderam à chamada 84 candidaturas, mais que as que existiram em 2019”, que foram 79.

Dos vários círculos eleitorais, em Lisboa, adiantou, foram 25 as candidaturas apresentadas ao passo que em 2019 tinham sido 17.

Em Setúbal foram 12, quando em 2019 tinham sido sete, e no Porto existem 10 candidaturas, superando as seis de 2019, destacou.

“Para que haja o máximo de esclarecimento possível, há mais escrutínio e mais debates: entre o dia de hoje [17] e o dia 26 de novembro, iremos realizar trinta debates e entrevistas a candidatos, o maior número de sempre em primárias abertas do Livre”, acrescentou Pedro Mendonça.

Todas as candidaturas recebidas até ao dia 14 passaram no processo de validação feito pela Comissão Eleitoral e reuniram o mínimo de 25 avais — declarações de confiança política a uma candidatura, atribuída pelos membros e apoiantes do partido.

O Livre diz estar convicto de que recuperará um lugar no parlamento, depois de em 2019, nas últimas eleições legislativas, ter tido pela primeira vez representação na Assembleia da República: a deputada Joacine Katar Moreira que, em fevereiro de 2020, passou à condição de deputada não inscrita, deixando de representar o partido depois de este lhe ter retirado a confiança política.

“Estamos convictos de que este é o melhor modelo para a escolha de candidatos para as listas do Livre, acreditamos que desta forma construiremos uma equipa e um programa eleitoral, também construído colaborativamente, que mostre a qualidade e a necessidade de ter eleitos Livre em Portugal”, aditou.

De acordo com o calendário divulgado, a campanha eleitoral das primárias decorrerá até ao dia 21 de novembro.

A primeira volta, nos círculos com mais de seis candidaturas, está marcada para 22 e 23 de novembro.

Já a 27 e 28 de novembro, decorrerá a segunda volta das votações nos círculos eleitorais com mais de seis candidaturas e a volta única de votações nos círculos com menos de seis candidaturas.

Em 29 de novembro são divulgados os resultados finais.

O XI Congresso do partido está marcado para 11 e 12 de dezembro, no concelho de Oeiras, em Lisboa, no qual serão apresentados todos os candidatos às eleições legislativas e aprovado o programa eleitoral.

O partido da papoila utiliza o método das primárias na escolha dos seus representantes em cargos de eleição externa, no qual qualquer cidadão pode inscrever-se para concorrer ou para votar, desde que assine a carta de princípios deste partido.

ARYL // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS