Legislativas: BE apela ao voto para “impedir acordos de centrão” e critica ambiguidade do PS

A coordenadora bloquista, Catarina Martins, acusou hoje o PS de ter “alimentado a ambiguidade nestas eleições”, assegurando que o voto no BE “vai impedir acordos de centrão”, dar uma maioria à esquerda e afastar a direita.

Legislativas: BE apela ao voto para

Legislativas: BE apela ao voto para “impedir acordos de centrão” e critica ambiguidade do PS

A coordenadora bloquista, Catarina Martins, acusou hoje o PS de ter “alimentado a ambiguidade nestas eleições”, assegurando que o voto no BE “vai impedir acordos de centrão”, dar uma maioria à esquerda e afastar a direita.

Como tem sido tradição, o último dia da campanha do Bloco de Esquerda em legislativas foi dedicado em exclusivo ao Porto, onde esta tarde se realizou a habitual arruada na Rua de Santa Catarina, no coração portuense, à qual se juntaram as principais caras do partido.

“O PS tem alimentado a ambiguidade nestas eleições e mesmo agora nos últimos dias diz que está a equacionar um acordo de cavalheiros com o PSD. Quem quer uma maioria à esquerda, quem quer uma maioria pelo salário, pela pensão, sabe que o voto é o voto no BE”, apelou, em declarações aos jornalistas.

Segundo Catarina Martins, o voto no seu partido é aquele que “afasta a direita e constrói soluções para o país” e é aquele que “ganha porque é o voto que derrota André Ventura”.

“Lembro-me bem, em 2015 também nos diziam que estava tudo decidido. E sabem que mais? Não estava porque quem votou foi dar força ao BE e fomos capazes de uma solução contra a austeridade que afastou a direita”, recordou.

Na perspetiva da líder bloquista, “o voto no BE vai ser o voto que vai impedir acordos de centrão e que vai dar uma maioria à esquerda”.

JF // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS