Kremlin promete que gás vai continuar a chegar à Europa, apesar de ameaça de Minsk

O Kremlin assegurou hoje que o fornecimento de gás russo à Europa vai continuar, apesar das ameaças da Bielorrússia de fechar as válvulas de um grande gasoduto que passa pelo seu território em caso de sanções europeias.

Kremlin promete que gás vai continuar a chegar à Europa, apesar de ameaça de Minsk

Kremlin promete que gás vai continuar a chegar à Europa, apesar de ameaça de Minsk

O Kremlin assegurou hoje que o fornecimento de gás russo à Europa vai continuar, apesar das ameaças da Bielorrússia de fechar as válvulas de um grande gasoduto que passa pelo seu território em caso de sanções europeias.

A Rússia “é e continuará a ser um país que cumpre todas as suas obrigações de fornecimento de gás aos consumidores europeus”, declarou o porta-voz da Presidência russa (Kremlin), Dmitri Peskov.

Alguns milhares de migrantes que querem entrar no espaço comunitário estão bloqueados em condições difíceis na zona da fronteira entre a Bielorrússia e a Polónia.

A União Europeia (UE) acusa Minsk de orquestrar este fluxo migratório, nomeadamente através da emissão de vistos, em represália pelas sanções ocidentais impostas ao regime de Alexander Lukashenko o ano passado após a brutal repressão da oposição bielorrussa.

Bruxelas indicou que vai determinar novas sanções para a semana.

O Presidente bielorrusso, que tem contado com o apoio de Moscovo, ameaçou, entretanto, ripostar fechando as válvulas do importante gasoduto que alimenta a Europa com gás russo e que passa pelo seu território, numa altura em que o continente já enfrenta uma escassez energética.

PAL // SCA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS