Justiça cancela eleição em capital regional do Brasil afetada por cortes de energia

As autoridades eleitorais do Brasil suspenderam hoje as eleições que deveriam ser realizadas no domingo na cidade de Macapá, capital do estado do Amapá, devido aos problemas graves no fornecimento de energia elétrica.

Justiça cancela eleição em capital regional do Brasil afetada por cortes de energia

Justiça cancela eleição em capital regional do Brasil afetada por cortes de energia

As autoridades eleitorais do Brasil suspenderam hoje as eleições que deveriam ser realizadas no domingo na cidade de Macapá, capital do estado do Amapá, devido aos problemas graves no fornecimento de energia elétrica.

As eleições autárquicas acontecem em 5.570 municípios do país, com exceção de Brasília, que não tem prefeitura, e agora Macapá, onde o pleito foi adiado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por motivo de segurança.

“Estou suspendendo a realização das eleições municipais de Macapá até que sejam restabelecidas as condições materiais e técnicas para o andamento da ação, com segurança para a população”, explicou numa nota o juiz do Supremo Tribunal Federal e presidente do TSE, Luis Barroso.

O plenário do TSE confirmou por unanimidade a decisão de Barroso de cancelar a disputa eleitoral em Macapá.

O estado do Amapá, no norte do país, sofreu um apagão prolongado desde o dia 3 e, embora a energia elétrica tenha sido parcialmente restaurada em quase toda a região, ainda existe um forte racionamento de energia que tem gerado grandes distúrbios.

Na última semana ocorreram protestos e rebeliões em várias cidades do estado e, segundo as autoridades eleitorais da região, para este domingo foram convocados protestos em frente a algumas secções eleitorais do município de Macapá.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), órgão estadual responsável pelas redes de energia do país, atribuiu o problema a um incêndio numa das estações do interior do Amapá, que afetou o abastecimento de toda a região.

O Governo central enviou dezenas de geradores para Amapá, para fornecer energia a hospitais e outros serviços essenciais, mas mesmo assim continuaram os protestos da população, que enfrentou sérios problemas até no abastecimento de água potável.

De acordo com o Ministério de Minas e Energia, o fornecimento de energia elétrica foi restaurado em cerca de 80% do estado do Amapá, mas ainda existem algumas cidades onde as dificuldades continuam.

As últimas previsões deste gabinete indicam a expectativa de que o fornecimento de energia no Amapá será totalmente restabelecido no próximo fim de semana, justamente quando deveriam ocorrer as autárquicas, agora adiadas para uma data ainda não definida.

CYR // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS