Jornalista russa detida no Kosovo por suspeita de espionagem

Uma jornalista russa, Daria Aslamova, foi detida no Kosovo por suspeita de espionagem, informou o ministro do Interior do Kosovo, Xhelal Svecla, numa mensagem divulgada no sábado à noite.

Jornalista russa detida no Kosovo por suspeita de espionagem

Jornalista russa detida no Kosovo por suspeita de espionagem

Uma jornalista russa, Daria Aslamova, foi detida no Kosovo por suspeita de espionagem, informou o ministro do Interior do Kosovo, Xhelal Svecla, numa mensagem divulgada no sábado à noite.

Numa declaração publicada na rede social Facebook, o ministro garantiu que vários países provaram que Aslamova agiu, nos seus territórios, como espiã dos serviços militares secretos da Rússia e destacou que a jornalista divulgou propagada a favor da ocupação russa durante a guerra na Ucrânia. Segundo Xhelal Svecla, a jornalista tentou entrar no Kosovo uma semana depois das tensões “causadas pelas estruturas criminosas” no norte do país, e no mesmo dia em que “as mesmas estruturas criminosas lideradas pelo [Presidente sérvio Aleksandar] Vucic” dispararam contra a polícia.

Na semana passada, os sérvios bloquearam estradas no norte de Kosovo em protesto contra a tentativa das autoridades de forçá-los a usar cartas de condução e matrículas kosovares, em vez de sérvias, uma ação fortemente apoiada pela Rússia. “A coincidência entre a sua tentativa de entrar no país e o desenvolvimento da situação no norte mostra claramente a ligação à Rússia e à sua propaganda que visa, juntamente com a Sérvia, desestabilizar o nosso país”, disse Svecla.

Ligação com Sergey Lavrov

As autoridades kosovares vão investigar minuciosamente as intenções de Aslamova no Kosovo, anunciou o ministro na mensagem publicada no Facebook, na qual publica fotos da jornalista a abraçar o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergey Lavrov, e a sorrir ao Presidente sírio, Bashad al-Assad. Desconhecidos dispararam no sábado contra uma patrulha policial kosovare – sem causar ferimentos – no norte de Kosovo, habitado principalmente por sérvios que não reconhecem as autoridades de Pristina.

Mais de uma centena de países reconheceram a independência do Kosovo proclamada em 2008, incluindo a maioria dos países da União Europeia, Estados Unidos e Reino Unido, mas não a Rússia, a China, a Espanha ou o Brasil. O país dividido desde a guerra civil (1992-1995) e com permanentes tensões entre os líderes bosníacos (muçulmanos), sérvios e croatas, os três povos constituintes reconhecidos pelo Acordo de Dayton, vai realizar eleições legislativas em 02 de outubro.

Morreu Olga Kachura, a “senhora morte” de Vladimir Putin
Olga Kachura nasceu na Ucrânia mas, em 2014, juntou-se às forças separatistas pró-russas. Terá chegado a vestir o uniforme de Kiev para cometer crimes de guerra e desacreditar os militares ucranianos. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS