Joe Biden pede desculpa por comentários sobre senadores segregacionistas

O antigo vice-Presidente dos EUA Joe Biden pediu desculpa pelos recentes comentários sobre senadores segregacionistas, admitindo que a referência pode ter sido “ofensiva para alguns”.

Joe Biden pede desculpa por comentários sobre senadores segregacionistas

O antigo vice-Presidente dos EUA Joe Biden pediu desculpa pelos recentes comentários sobre senadores segregacionistas, admitindo que a referência pode ter sido “ofensiva para alguns”.

Washington, 07 jul 2019 (Lusa) — O antigo vice-Presidente dos Estados Unidos Joe Biden pediu desculpa este sábado pelos recentes comentários sobre senadores segregacionistas, admitindo que a referência pode ter sido “ofensiva para alguns”.

“Se estive mal há umas semanas? Sim, estive. Arrependo-me e peço desculpa pela dor que este mal-entendido possa ter causado”, afirmou o candidato à nomeação do Partido Democrata para a eleição presidencial de 2020 nos EUA.

Joe Biden falava no primeiro dia de uma visita à Carolina do Sul, no sudeste do país, uma semana depois de ter sido confrontado pela senadora californiana Kamala Harris, na segunda ronda de debates para as primárias Democratas.

A ex-procuradora geral da Califórnia disse então a Biden: “Eu não acredito que seja racista”, mas “foi doloroso ouvi-lo a falar da reputação de dois senadores que construíram as suas carreiras com base na segregação racial do país”.

Em causa estavam controversos comentários de Biden, atual líder nas sondagens, quando referiu o nome de dois segregacionistas com os quais trabalhou no Senado, na década de 1970.

Harris, de 54 anos, ambiciona tornar-se a primeira Presidente negra dos Estados Unidos. Apresentou a sua candidatura em janeiro, no dia em que os Estados Unidos prestam homenagem a Martin Luther King.

Já o ex-braço direito do antigo Presidente Barack Obama, Joe Biden, de 76, esperou vários meses antes de se juntar ao grupo de candidatos à nomeação.

FST // FST

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS