Joacine diz que vai continuar na Assembleia até gaguez desaparecer

A deputada eleita pelo Livre, Joacine Katar Moreira, afirmou que nasceu para estar na Assembleia da República e que vai “continuar a trabalhar com a confiança de uns e sem a confiança de outros”.

Joacine diz que vai continuar na Assembleia até gaguez desaparecer

Joacine diz que vai continuar na Assembleia até gaguez desaparecer

A deputada eleita pelo Livre, Joacine Katar Moreira, afirmou que nasceu para estar na Assembleia da República e que vai “continuar a trabalhar com a confiança de uns e sem a confiança de outros”.

«Que ninguém me diga que eu não estou onde devia estar. Eu nasci para estar ali [parlamento]. Eu vou continuar ali. Eu não me imagino em mais sítio nenhum hoje», acentuou a deputada eleita pelo Livre no final de uma manifestação antirracista e anti-violência policial, que decorreu no sábado em Lisboa, e cujo vídeo foi partilhado na sua página do Facebook. Esta é a primeira reação pública de Joacine Katar Moreira após a decisão do Livre de lhe retirar a confiança política, situação que a deverá colocar como deputada não inscrita.

LEIA DEPOIS
Avião que transporta portugueses vindos da China já aterrou em França

Mais de 80% retiram confiança política a Joacine

«Enquanto a minha gaguez não desaparecer na Assembleia, eu não saio de lá também. Vamos continuar a trabalhar com a confiança de uns e sem confiança de outros. A mim interessa-me quem confia em mim e quem votou em mim», salientou numa interveção entusiasmada e que mereceu os aplausos dos presentes. A retirada de confiança política à deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, foi aprovada com 83% de votos favoráveis, numa reunião da Assembleia do partido que decorreu na quinta-feira. Joacine Moreira não reagiu publicamente até agora à decisão do partido.

No sábado realizou-se em Lisboa uma manifestação para protestar contra a “violência policial” e pedir justiça para a mulher alegadamente agredida pela polícia na Amadora. O protesto, que juntou cerca de três centenas de pessoas, teve início na rotunda do Marquês de Pombal e terminou na zona do Rossio.

LEIA MAIS
Sexagenário em prisão domiciliária por violência doméstica em Amarante

Impala Instagram


RELACIONADOS