Jerónimo de Sousa defende medidas de emergência para travar regressão económica

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, defendeu hoje, em Grândola, no distrito de Setúbal, que são precisas medidas de emergência e soluções que travem a regressão económica e social e assegurem o desenvolvimento do país.

Jerónimo de Sousa defende medidas de emergência para travar regressão económica

Jerónimo de Sousa defende medidas de emergência para travar regressão económica

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, defendeu hoje, em Grândola, no distrito de Setúbal, que são precisas medidas de emergência e soluções que travem a regressão económica e social e assegurem o desenvolvimento do país.

“São precisas medidas de emergência e são precisas soluções que garantam a elevação das condições de vida do povo, travem a regressão económica e social e assegurem o desenvolvimento do país”, afirmou.

Jerónimo de Sousa falava no encerramento da VI Assembleia da Organização Regional do Litoral Alentejano, que se realizou hoje em Grândola.

Segundo o líder comunista, estas medidas de emergência “não se veem” na “proposta do Orçamento do Estado (OE) para 2023, no acordo na Concertação Social, recentemente, assinado entre Governo e grandes confederações patronais” e “no acordo subscrito para a Administração Pública”.

HYN // TDI

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS