Irlanda/Eleições: Começa a contagem dos votos em eleição muito renhida

As autoridades irlandesas começaram hoje a contagem de votos das eleições legislativas de sábado, após uma sondagem à boca das urnas antecipar um empate técnico entre os três maiores partidos.

Irlanda/Eleições: Começa a contagem dos votos em eleição muito renhida

Irlanda/Eleições: Começa a contagem dos votos em eleição muito renhida

As autoridades irlandesas começaram hoje a contagem de votos das eleições legislativas de sábado, após uma sondagem à boca das urnas antecipar um empate técnico entre os três maiores partidos.

No principal centro de contagem em Dublin, instalado num parque de exposições, foram colocadas longas mesas, cercadas por barreiras, em torno das quais se aglomeravam observadores partidários e membros do público.

A contagem começou às 09:00 (mesma hora em Lisboa), mas, devido à complexidade do sistema eleitoral irlandês, os resultados podem só ser conhecidos dentro de vários dias.

Segundo a sondagem à boca das urnas, da televisão pública RTE, o Fine Gael, do primeiro-ministro Leo Varadkar, recebeu 22,4% dos votos, o partido republicano do Sinn Féin (antigo braço político do já inativo IRA) obteve 22,3%, e o centrista Fianna Fail, principal força de oposição na passada legislatura, 22,2%.

No entanto, o estudo, realizado junto de uma amostra de 5.000 eleitores, tem uma margem de erro de 1,3%, pelo que está tudo em aberto.

Resta ainda saber como as percentagens se traduzirão em termos de representação nos 160 assentos do Dail, a câmara baixa do Parlamento irlandês.

Pat Leahy, chefe do departamento político do “Irish Times”, citado pela agência de notícias France-Presse, disse no sábado à noite que um empate entre três grandes partidos é inédito na Irlanda, um país onde a política é tradicionalmente liderada pelos dois grandes partidos do centro-direita.

“Formar um governo será um exercício muito difícil se os partidos mantiverem as suas posições de antes das eleições”, disse.

Nenhum dos grandes partidos admitiu uma coligação com o Sinn Fein, devido ao seu passado de ligação ao IRA, o designado Exército Republicano Irlandês, uma organização paramilitar que se opunha à presença britânica na Irlanda do Norte e realizou ataques terroristas sangrentos entre os anos 60 e 90.

FPA (FP) // FPA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS