Investimento de 6,5ME para infraestruturas da GNR e PSP do Douro

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, anunciou hoje um investimento de cerca de 6,5 milhões de euros em infraestruturas e equipamentos para as forças de segurança da Comunidade Intermunicipal do Douro (CIM Douro).

Investimento de 6,5ME para infraestruturas da GNR e PSP do Douro

Investimento de 6,5ME para infraestruturas da GNR e PSP do Douro

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, anunciou hoje um investimento de cerca de 6,5 milhões de euros em infraestruturas e equipamentos para as forças de segurança da Comunidade Intermunicipal do Douro (CIM Douro).

No âmbito do “Roteiro MAI”, que o Ministério da Administração Interna está a concretizar pelo país, Eduardo Cabrita reuniu em São Martinho de Anta, no concelho de Sabrosa, distrito de Vila Real, com os autarcas dos 19 municípios que integram a CIM Douro.

Após o encontro, o ministro anunciou um investimento global de 6,5 milhões de euros para obras em infraestruturas das forças de segurança deste território, dos quais 2,5 milhões de euros são destinados à GNR e quatro milhões de euros à PSP.

“Temos identificadas quais são as prioridades, discutimos hoje com as câmaras municipais aquilo que são os investimentos a fazer quer em postos da GNR em vários municípios (…) e temos também intervenções no âmbito da PSP”, afirmou Eduardo Cabrita.

O ministro disse que estes “objetivos vão ser cumpridos até 2021”, referindo, no entanto, que outras situações identificadas “poderão ser colocadas em programas de investimento que irão, em alguns casos, para lá de 2021”.

De acordo com o previsto, vão ser aplicados 1,2 milhões de euros na construção de raiz de um posto territorial para a GNR de Alijó, no centro desta vila e em terrenos cedidos pela autarquia local, 500 mil euros na beneficiação geral do posto de Murça, também 500 mil euros no posto de Sabrosa e 350 mil euros em Carrazeda de Ansiães.

Em Vila Real, está previsto um investimento de quatro milhões de euros na construção de raiz de instalações para o comando distrital da PSP.

A Lei de Programação das Infraestruturas e Equipamentos para as Forças e Serviços de Segurança, aprovada em 2017 e a concretizar até 2021, prevê um investimento de 450 milhões de euros para todo o país.

Um montante que vai ser aplicado em viaturas, armamento, equipamento informático, de proteção individual e infraestruturas.

Ainda no âmbito da proteção civil, estão identificadas 129 freguesias prioritárias ou de risco elevado de incêndio espalhadas pelos municípios durienses, 79 das quais consideradas de primeira prioridade e 50 de segunda prioridade. Apenas Mesão Frio não tem freguesias identificadas como de risco.

A CIM Douro tem 23 equipas de intervenção permanente, das quais sete foram criadas pelo atual Governo.

O “Roteiro MAI” termina esta tarde com o encontro com os autarcas da Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes, em Bragança, concluindo as reuniões com as 21 CIM do país.

Nestas reuniões participou toda a equipa do MAI, ministro e secretários de Estado e, em cima da mesa, estiveram questões relacionadas com a segurança interna, proteção civil e descentralização.

PLI // ZO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS