Incêndio com duas frentes ativas em Bragança

Um incêndio que teve início sexta-feira com pequenas proporções, em Vinhais, Bragança, junto à fronteira com Espanha, tem hoje duas frentes e obrigou ao reforço de meios, informou fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Incêndio com duas frentes ativas em Bragança

Incêndio com duas frentes ativas em Bragança

Um incêndio que teve início sexta-feira com pequenas proporções, em Vinhais, Bragança, junto à fronteira com Espanha, tem hoje duas frentes e obrigou ao reforço de meios, informou fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Segundo as informações dadas à Lusa pela mesma fonte, o incêndio lavra “numa zona de montanhas, de difícil acesso, com duas frentes ativas”.

O comandante distrital de Bragança, Noel Afonso, explicou à Lusa, que o incêndio deflagrou na sexta-feira à noite “na linha de fronteira com Espanha”, para onde se dirigiu.

“O fogo foi extinto, mas, entretanto, um reacendimento que veio do lado espanhol fez regressar o incêndio” a solo nacional, disse ainda Noel Afonso.

Segundo o comandante, as condições climatéricas “também não são favoráveis”, uma vez que se verifica “muito vento e pouca humidade, o que facilitou a propagação do incêndio”.

“Estamos a reposicionar meios e esperamos que a noite ajude.”

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Bragança acrescentou à Lusa, que o alerta para o incêndio foi dado pelas 22:27 de sexta-feira, na localidade de Pinheiro Velho, freguesia de Quirás e Pinheiro Novo, no concelho de Vinhais, no distrito de Bragança.

O CDOS de Bragança informou ainda que o incêndio deflagrou em território nacional, tendo passado para Espanha, estando ainda a lavrar em Portugal.

Às 20:25, a página da ANPC indicava que estavam no local 151 elementos, apoiados por 44 veículos e cinco meios aéreos.

EYC // ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS