Haiti: Procurador vai interrogar dois magnatas e dois ex-senadores sobre assassínio

Um procurador do Haiti convocou dois magnatas, Réginald Boulos e Dimitri Vorbe, e os antigos senadores da oposição Youri Latortue e Steven Benoît para testemunharem sobre o assassínio do Presidente Jovenel Moise.

Haiti: Procurador vai interrogar dois magnatas e dois ex-senadores sobre assassínio

Haiti: Procurador vai interrogar dois magnatas e dois ex-senadores sobre assassínio

Um procurador do Haiti convocou dois magnatas, Réginald Boulos e Dimitri Vorbe, e os antigos senadores da oposição Youri Latortue e Steven Benoît para testemunharem sobre o assassínio do Presidente Jovenel Moise.

Os quatro, conhecidos opositores de Jovenel Moise, foram convocados para a próxima segunda-feira pelo procurador Bed-Ford Claude, do Tribunal de Primeira Instância de Port-au-Prince.

Boulos, proprietário de um conglomerado empresarial, e Vorbe, cuja família é proprietária da empresa que controla o setor da eletricidade, foram acusados pelo Governo de Moise de financiar os protestos que desestabilizaram o país desde 2018.

O antigo senador Steven Benoit questionou a versão oficial do assassinato em várias entrevistas e sugeriu que Moise foi morto pela sua força de segurança.

O procurador convocou também quatro dos chefes da polícia e militares responsáveis pela segurança de Jovenel Moise para testemunharem na próxima semana.

A polícia haitiana diz que o ataque foi perpetrado por um comando composto por 28 pessoas, das quais 26 são colombianas e duas outras são haitianas-americanas.

Até agora, 20 pessoas foram detidas pelo alegado envolvimento directo no ataque, incluindo 18 colombianos e os dois americanos.

O Governo colombiano confirmou que vários dos detidos são antigos militares e ofereceu a sua cooperação às autoridades haitianas na investigação.

MIM // MIM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS