Guterres segue acontecimentos na Guiné-Bissau e espera presidenciais pacíficas e credíveis

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirmou hoje estar a seguir “com séria preocupação” os desenvolvimentos políticos na Guiné-Bissau e mostrou-se expectante numa eleição presidencial “pacífica, credível e transparente”.

Guterres segue acontecimentos na Guiné-Bissau e espera presidenciais pacíficas e credíveis

Guterres segue acontecimentos na Guiné-Bissau e espera presidenciais pacíficas e credíveis

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirmou hoje estar a seguir “com séria preocupação” os desenvolvimentos políticos na Guiné-Bissau e mostrou-se expectante numa eleição presidencial “pacífica, credível e transparente”.

Citado pelo porta-voz, António Guterres disse hoje, em Nova Iorque, que está a seguir “com séria preocupação os desenvolvimentos ocorridos na Guiné-Bissau (…)” e apelou “a todos os atores políticos para que cumpram as decisões tomadas pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) sobre arranjos de governação na Guiné-Bissau até à eleição presidencial de 24 de novembro e reiteradas no comunicado da CEDEAO de 29 de outubro”.

“O secretário-geral aguarda com expectativa a realização de uma eleição presidencial pacífica, credível e transparente no dia 24 de novembro e insta todas as partes a exercerem o seu dever cívico”, prossegue um comunicado divulgado hoje.

Na segunda-feira, o Presidente da Guiné-Bissau demitiu o Governo liderado pelo primeiro-ministro, Aristides Gomes, após uma reunião do Conselho de Estado, justificando a decisão com o que considera “uma grave crise política” que põe em causa “o normal funcionamento das instituições da República” e nomeou para o cargo Faustino Imbali, que tomou posse esta tarde.

O primeiro-ministro demitido já disse que não reconhece autoridade legal ao decreto presidencial e recusou deixar as funções.

António Guterres manifestou-se ainda “consternado” com a “morte de uma pessoa após uma manifestação em 26 de outubro”.

“Ele aguarda com expectativa a pronta conclusão do inquérito independente anunciado pelo Ministério do Interior sobre as circunstâncias e as consequências da manifestação”, lê-se na nota.

SMM // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS