Guiné-Bissau/Eleições: PRS avisa que nenhum partido atingiu 40 deputados

Guiné-Bissau/Eleições: PRS avisa que nenhum partido atingiu 40 deputados

O Partido da Renovação Social (PRS) avisou hoje que nenhum dos 21 partidos concorrentes às eleições legislativas de domingo na Guiné-Bissau, atingiu 40 deputados, contestando a reivindicação de vitória por parte da maior formação partidária do país.

Em conferência de imprensa, o porta-voz do PRS, Victor Pereira, afirmou que o anúncio de vitória por parte do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), alegando uma “maioria folgada” de votos, “são falsas e visam semear confusão” entre os guineenses.

Pereira considerou “pouco sensato” pronunciar-se sobre os resultados eleitorais, enquanto assim não o fizer a Comissão Nacional de Eleições (CNE), mas afirmou que, de acordo com as atas sínteses da votação, tudo aponta para que não haja maioria de nenhum partido.

No entanto, Victor Pereira vê nos resultados eleitorais uma perda de confiança do eleitorado no PAIGC.

“Isso mesmo ficou claro no tom da declaração que o PAIGC emitiu nesta segunda-feira”, disse Pereira, referindo-se a uma conferência de imprensa proferida pelo porta-voz, João Bernardo Vieira, em que o partido reivindica ter alcançado a maioria de votos que lhe dão o direito de governar.

No entender do PRS, a votação de domingo demonstrou que o povo guineense não deu confiança a que nenhum dos partidos governe sozinho e que tudo terá que passar pelos arranjos no parlamento.

Victor Pereira exortou ainda os partidos para que se abstenham de declarar os resultados eleitorais, lembrando que apenas essa responsabilidade cabe apenas à CNE.

A CNE deve divulgar na quarta-feira os resultados oficiais provisórios das eleições de domingo.

O parlamento guineense conta com 102 deputados.

MB // JH

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Guiné-Bissau/Eleições: PRS avisa que nenhum partido atingiu 40 deputados

O Partido da Renovação Social (PRS) avisou hoje que nenhum dos 21 partidos concorrentes às eleições legislativas de domingo na Guiné-Bissau, atingiu 40 deputados, contestando a reivindicação de vitória por parte da maior formação partidária do país.