Guiné-Bissau pretende fazer atualização de recenseamento eleitoral no início de 2021 – CNE

O presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE) da Guiné-Bissau, José Pedro Sambú, disse hoje que a atualização do recenseamento eleitoral no país deverá ocorrer no primeiro trimestre do ano, conforme previsto na lei.

Guiné-Bissau pretende fazer atualização de recenseamento eleitoral no início de 2021 - CNE

Guiné-Bissau pretende fazer atualização de recenseamento eleitoral no início de 2021 – CNE

O presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE) da Guiné-Bissau, José Pedro Sambú, disse hoje que a atualização do recenseamento eleitoral no país deverá ocorrer no primeiro trimestre do ano, conforme previsto na lei.

“A lei prevê o mês de janeiro, fevereiro e março e vamos fazer o trabalho em conjunto com o GTAPE (Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral) no sentido de atualizar os dados de recenseamento eleitoral”, afirmou José Pedro Sambu.

O presidente da CNE falava aos jornalistas após uma audiência com o chefe de Estado guineense, Umaro Sissoco Embaló.

Sobre o encontro, José Pedro Sambú disse que foi uma reunião de trabalho para abordar “questões relativas ao novo cronograma eleitoral”.

O novo cronograma eleitoral “prevê, entre outras atividades, três principais ações, nomeadamente a atualização da cartografia eleitoral, atualização do recenseamento eleitoral e realização de eleições municipais”, precisou o presidente da CNE.

A Guiné-Bissau nunca realizou eleições autárquicas e, segundo fonte da CNE, estas poderão realizar-se até ao início de 2022.

MSE // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS