Governo moçambicano ratifica donativo de 103,7 ME para projeto de saneamento

O Conselho de Ministros de Moçambique ratificou um donativo de 115 milhões de dólares (103,7 milhões de euros) concedido pela Associação de Desenvolvimento Internacional (IDA, sigla inglesa), membro do Banco Mundial, para o Projeto de Saneamento Urbano.

Governo moçambicano ratifica donativo de 103,7 ME para projeto de saneamento

Governo moçambicano ratifica donativo de 103,7 ME para projeto de saneamento

O Conselho de Ministros de Moçambique ratificou um donativo de 115 milhões de dólares (103,7 milhões de euros) concedido pela Associação de Desenvolvimento Internacional (IDA, sigla inglesa), membro do Banco Mundial, para o Projeto de Saneamento Urbano.

“O objetivo deste instrumento é aumentar o acesso a serviços de saneamento, e fortalecer a capacidade de prestação de serviços municipais nas cidades beneficiárias do projeto”, anunciou a porta-voz do Conselho de Ministros, Ana Comoana, no final da reunião de terça-feira.

A verba destina-se ao apoio a programas de saneamento nas capitais provinciais de Maputo (Sul), Tete, Quelimane, Beira (Centro) e Nampula (Norte).

As cidades moçambicanas debatem-se com um crónico problema de saneamento, devido a problemas nos serviços, construções desordenadas, assentamentos informais e comércio informal.

O projeto da IDA foi anunciado em maio e prevê-se que beneficie 200.000 pessoas em todo o país.

Segundo Mark Lundell, diretor do Banco Mundial para Moçambique, “só uma em cada dez famílias tem acesso a saneamento básico em Moçambique e só uma em cada três recebe água potável”.

PMA // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS