Governo moçambicano disponibiliza linha de crédito de 13 ME para setor agrário

O Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural vai disponibilizar, através do Moza Banco, uma linha de crédito de 1,1 mil milhões de meticais (13 milhões de euros) para o empresariado do setor agrário, no âmbito do programa Sustenta.

Governo moçambicano disponibiliza linha de crédito de 13 ME para setor agrário

Governo moçambicano disponibiliza linha de crédito de 13 ME para setor agrário

O Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural vai disponibilizar, através do Moza Banco, uma linha de crédito de 1,1 mil milhões de meticais (13 milhões de euros) para o empresariado do setor agrário, no âmbito do programa Sustenta.

“Este fundo contempla uma linha de crédito destinada a apoiar o setor do agronegócio, estando ainda acoplada de uma componente de subvenção não reembolsável e que se traduz numa comparticipação em fundos de apoio ao reforço dos capitais próprios daquelas unidades empresariais”, lê-se numa nota do Moza Banco hoje divulgada.

O acordo para a disponibilização da linha de crédito foi assinado hoje, em Maputo, entre o Moza Banco e o Fundo Nacional do Desenvolvimento Sustentável, instituição subordinada ao Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

O programa Sustenta, lançado inicialmente em 2017 em duas províncias do país (Nampula e Zambézia), vai dotar os pequenos agricultores de capacidade, sementes e estratégias de produção, bem como disponibilizar financiamentos.

Entre os objetivos do Sustenta, financiado em 500 milhões de dólares (427 milhões de euros) pelo Banco Mundial, destaca-se ainda a geração de cerca de 200 mil postos de emprego e o incremento médio da renda familiar dos beneficiários.

Como forma de resistir aos altos índices de pobreza e à desnutrição crónica, a maior parte da população moçambicana, que vive em zonas rurais, recorre à agricultura de subsistência como único meio de sobrevivência.

O Governo moçambicano, que definiu a agricultura como uma prioridade da economia, tem apontado a industrialização do setor e aposta na comercialização como um dos seus principais desafios.

Segundo dados oficiais, só de investimento público para a nova campanha agrícola 2020/2021, o Governo vai disponibilizar um total de 12 mil milhões de meticais (140 milhões de euros).

EYAC // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS