Governo fala em maior aumento das pensões em 20 anos sem pôr em risco Segurança Social

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares defendeu hoje que o Governo respeita o direito dos pensionistas e que em 2023 assistir-se-á ao maior aumento de pensões em 20 anos, salvaguardando-se a sustentabilidade da Segurança Social.

Governo fala em maior aumento das pensões em 20 anos sem pôr em risco Segurança Social

Governo fala em maior aumento das pensões em 20 anos sem pôr em risco Segurança Social

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares defendeu hoje que o Governo respeita o direito dos pensionistas e que em 2023 assistir-se-á ao maior aumento de pensões em 20 anos, salvaguardando-se a sustentabilidade da Segurança Social.

Estas posições foram defendidas por Ana Catarina Mendes perante a Comissão Permanente da Assembleia da República, na abertura de um debate sobre o aumento do custo de vida.

“Os pensionistas receberão em 2023 o maior aumento de pensões dos últimos 20 anos. Os direitos dos pensionistas estão a ser respeitados, sem nunca colocar em causa a estabilidade da Segurança Social e sem nunca hipotecar as pensões futuras”, declarou Ana Catarina Mendes na parte final da sua intervenção.

Na resposta às críticas das forças da oposição sobre o real alcance do pacote de medidas de apoios sociais apresentado pelo líder do executivo, António Costa, na segunda-feira, a ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares contra-atacou, sobretudo em matéria de política de pensões, ponto em que visou o Governo PSD/CDS-PP de Pedro Passos Coelho.

“A oposição prefere falar de 2024? Uma coisa é para nós certa: nenhum pensionista vai receber em janeiro de 2024 menos do que recebeu em dezembro de 2023”, disse, motivando uma ruidosa reação de desagrado por parte dos deputados à direita da bancada do PS.

Ana Catarina Mendes deixou uma pergunta direta às oposições: “Qual foi o maior aumento de pensões proposto por algum Governo desde o início deste século?”.

Depois, aludiu à incerteza da atual conjunta internacional para justificar o teor das medidas apresentadas no programa de apoios sociais apresentado pelo Governo.

“Temos uma guerra em espaço europeu, saberá a oposição quando vai terminar? Temos uma crise na distribuição de fertilizantes e cereais no mundo, saberá a oposição quando vai terminar?”, questionou.

 

PMF // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS