Governo cria rede de postos prioritários e alarga serviços mínimos

O Governo vai criar uma rede de 310 postos prioritários de abastecimento no país e alargou os serviços mínimos da greve dos motoristas de matérias perigosas a todo o território.

Governo cria rede de postos prioritários e alarga serviços mínimos

Governo cria rede de postos prioritários e alarga serviços mínimos

O Governo vai criar uma rede de 310 postos prioritários de abastecimento no país e alargou os serviços mínimos da greve dos motoristas de matérias perigosas a todo o território.

Lisboa, 17 abr 2019 (Lusa) — O Governo anunciou hoje a criação de uma rede de 310 postos prioritários de abastecimento no país e afirmou que os serviços mínimos da greve dos motoristas de matérias perigosas serão alargados a todo o território.

No final de uma reunião da Concertação Social, o ministro do Trabalho, Vieira da Silva, disse que será criada uma rede com cobertura nacional de 310 postos de abastecimento prioritário que serão assegurados, caso seja necessário, pelas forças de segurança.

Os postos “destinam-se prioritariamente a serviços essenciais de apoio à comunidade” como é o caso de serviços médicos, de transporte de doentes ou de medicamentos, mas que “também poderão abastecer particulares”, disse Vieira da Silva.

“Muito em breve” será conhecida essa rede que foi definida pelo Ministério do Ambiente, acrescentou.

DF // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS