Governo angolano adiantou “recursos suplementares” à TAAG que permitiram suspender greve

O Governo angolano canalizou para a companhia aérea TAAG “recursos suplementares” para acomodar os aumentos exigidos pelos pilotos, o que permitiu alcançar o acordo entre as partes que pôs fim, hoje, à greve decretada na sexta-feira.

Governo angolano adiantou

Governo angolano adiantou “recursos suplementares” à TAAG que permitiram suspender greve

O Governo angolano canalizou para a companhia aérea TAAG “recursos suplementares” para acomodar os aumentos exigidos pelos pilotos, o que permitiu alcançar o acordo entre as partes que pôs fim, hoje, à greve decretada na sexta-feira.

Num comunicado em que se congratula com o acordo alcançado entre a Administração da TAAG e o Sindicato de Pilotos de Linhas Aéreas (SPLA), o Ministério dos Transportes (Mintrans) explica que tal se deveu à decisão de avançar de imediato, em regime de adiantamento, com a implementação do Plano de Saneamento e Capitalização Complementar da TAAG.

“No fundo, o Governo tomou a decisão de orientar para a TAAG recursos suplementares, que vão permitir acomodar as necessidades da sua massa salarial e, ao mesmo tempo, dar sequência ao plano de investimento que a imporá como uma das mais competitivas e rentáveis companhias aéreas do continente”, salienta o comunicado.

O Mintrans manifestou apoio às iniciativas que visem normalizar os serviços passageiros, mas chamou a atenção “para a imperativa necessidade da eficiência e da sustentabilidade económica e financeira da empresa”.

Reafirmou assim “o compromisso de tudo fazer para que, por um lado, os direitos laborais dos trabalhadores da TAAG sejam respeitados, mas também para que a companhia seja financeiramente viável”, pedindo um “esforço conjunto” aos trabalhadores e Conselho de Administração.

“Este é o espírito que o Ministério dos Transportes deseja ver replicado nas conversações em curso entre a Administração da TAAG e os demais sindicatos, nomeadamente o Bureau Sindical e o Sindicato do Pessoal Navegante de Cabine (SINPROPNC), para que resultados idênticos possam ser alcançados”, concluiu a nota de imprensa.

 

RCR // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS