Funcionários públicos manifestam-se hoje contra o congelamento salarial

Milhares de trabalhadores da administração pública de todo o país deverão deslocar-se hoje a Lisboa para se manifestarem contra o congelamento salarial e exigirem negociações com o Governo.

Funcionários públicos manifestam-se hoje contra o congelamento salarial

Funcionários públicos manifestam-se hoje contra o congelamento salarial

Milhares de trabalhadores da administração pública de todo o país deverão deslocar-se hoje a Lisboa para se manifestarem contra o congelamento salarial e exigirem negociações com o Governo.

A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública, que convocou o protesto, prevê a participação de “muitos milhares” de trabalhadores na manifestação nacional, dado o descontentamento que tem sido demonstrado nos locais de trabalho.

A estrutura sindical exige negociar com o Governo aumentos salariais e a revisão da Tabela Única Remuneratória, entre outras matérias, sob pena de marcar novas ações de luta antes das eleições legislativas.

A manifestação nacional tem início no Marquês de Pombal, em Lisboa, e termina junto à residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento.

Uma delegação da CGTP-IN, liderada pelo secretário geral, Arménio Carlos, estará presente no desfile para manifestar apoio e solidariedade aos trabalhadores da administração publica.

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) saúdou, em comunicado, os trabalhadores da Administração Pública e a Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública pela manifestação nacional e lembrou que as reivindicações defendidas são comuns às dos médicos, como o aumento dos salários, a reposição e valorização das carreiras, a contagem de todo o tempo de serviço, a revogação do SIADAP e a defesa dos serviços públicos.

A Frente Comum reivindica aumentos salariais e das pensões de 4%, a revisão da Tabela Remuneratória Única, com a fixação da remuneração mínima nos 650 euros, e a contagem de todo o tempo de serviço do período de congelamento para efeito de progressão na carreira, entre outros pontos.

RRA(DF) // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS