França/Eleições: Mélenchon reclama vitória e diz que partido presidencial foi “desfeito”

O líder da coligação de esquerda Nupes, Jean-Luc Mélenchon, reclamou hoje vitória na primeira volta das eleições legislativas, considerando que o partido presidencial foi “desfeito” e apelando à mobilização na segunda volta para construir um “futuro de harmonia”.

França/Eleições: Mélenchon reclama vitória e diz que partido presidencial foi

França/Eleições: Mélenchon reclama vitória e diz que partido presidencial foi “desfeito”

O líder da coligação de esquerda Nupes, Jean-Luc Mélenchon, reclamou hoje vitória na primeira volta das eleições legislativas, considerando que o partido presidencial foi “desfeito” e apelando à mobilização na segunda volta para construir um “futuro de harmonia”.

“No fim desta primeira volta, a Nupes está à frente: estará presente em mais de 500 círculos eleitorais na segunda volta”, declarou Jean-Luc Mélenchon, no espaço “La Fabrique Événementielle”, onde decorre a noite eleitoral da Nupes, no norte de Paris, reagindo às primeiras projeções dos resultados eleitorais.

O líder da coligação que junta várias forças de esquerda — designadamente a França Insubmissa, o Partido Socialista francês, o Partido Comunista francês e a Europa Ecologia Os Verdes — considerou que, nesta primeira volta, o partido presidencial “foi derrotado e desfeito”.

“Pela primeira vez na Quinta República, um Presidente recentemente eleito não consegue ter uma maioria absoluta na eleição legislativa que lhe sucede”, frisou.

Mélenchon apelou assim que o povo se mobilize para a segunda volta das eleições legislativas, afirmando que o resultado da primeira volta cria uma “oportunidade extraordinária” para o “destino comum da pátria”.

“Mobilizem-se para escancarar as portas do futuro, um futuro para o qual se mobilizaram tantas gerações antes da nossa. Esse futuro é um futuro de harmonia entre seres humanos, livres das dominações sociais, culturais e de género. É um futuro de harmonia entre os seres humanos e a natureza”, sublinhou.

As primeiras estimativas da primeira volta das eleições legislativas em França dão a coligação de esquerda liderada por Jean-Luc Melénchon e o partido de Emmanuel Macron com cerca de 25% dos votos, com muitos duelos na segunda volta.

Entre as estimativas feitas com os primeiros resultados saídos das mesas de voto que fecharam às 18:00, já que nas grandes cidades fecharam às 20:00 (19:00 em Lisboa), os gabinetes de estudos apontam para uma igualdade na primeira volta das eleições legislativas, com cerca de 25% de votos, uma perda para o partido de Emmanuel Macron.

A União Nacional de Marine Le Pen poderá ser a terceira força política podendo chegar aos 20%.

De forma a vencer na primeira volta, o vencedor tem de reunir 50% dos votos que representem pelo menos 25% dos eleitores inscritos. Quando isto não acontece, passam à segunda volta, que se realiza no dia 19 de junho, todos os candidatos que tenham obtido votos equivalentes a mais de 12,5% dos inscritos ou os dois candidatos mais votados.

Assim, os resultados desta noite não vão definir completamente a configuração da Assembleia Nacional nos próximos cinco anos, já que tudo se joga na segunda volta das eleições legislativas, em 19 de junho.

A Nupes é uma coligação eleitoral liderada por Jean-Luc Mélenchon que junta vários partidos de esquerda, partilhando um programa comum e ultrapassando rivalidades históricas entre partidos de esquerda radical, como a França Insubmissa, e partidos sociais-democratas pró-europeus, como o Partido Socialista francês.

O acordo atual partiu da iniciativa da França Insubmissa, liderada por Jean-Luc Mélenchon que, na primeira volta das eleições presidenciais, em 11 de abril, obteve 21,95% dos votos, tornando-o no líder incontestado da esquerda em França.

TA (CYF) // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS