França exorta os seus cidadãos a abandonarem o Afeganistão

A França exorta todos os seus cidadãos a deixarem o Afeganistão “devido à evolução da situação de segurança no país e tendo em conta as perspetivas a curto prazo”, anunciou hoje a embaixada francesa em Cabul.

França exorta os seus cidadãos a abandonarem o Afeganistão

França exorta os seus cidadãos a abandonarem o Afeganistão

A França exorta todos os seus cidadãos a deixarem o Afeganistão “devido à evolução da situação de segurança no país e tendo em conta as perspetivas a curto prazo”, anunciou hoje a embaixada francesa em Cabul.

“O governo vai organizar um voo especial na manhã de 17 de julho, em Cabul, para permitir o regresso a França de toda a comunidade francesa” e “não poderá ser fretado nenhum outro voo especial”, adianta a embaixada num comunicado, recomendando “formalmente a todos os franceses que tomem esse voo especial”.

A missão diplomática informa os franceses que pretendam “ficar no Afeganistão depois de 17 de julho” que “não poderá garantir a segurança da (sua) partida”.

Precisa que “a equipa da embaixada está a trabalhar”, dando a entender que a representação diplomática fica para já aberta, e reafirma o seu “apoio, hoje mais que nunca, à República Islâmica do Afeganistão”.

As tropas estrangeiras, presentes há 20 anos no Afeganistão no âmbito de uma coligação conduzida pelos Estados Unidos sob a égide da NATO, iniciaram em maio a sua retirada definitiva do país, que deve estar concluída até ao final de agosto.

Aproveitando a situação, os talibãs conduzem há dois meses uma grande ofensiva contra as forças afegãs, tendo tomado vastas zonas rurais do território.

Privadas do crucial apoio aéreo norte-americano, as forças afegãos têm oposto pouco resistência ao avanço dos rebeldes e controlam essencialmente apenas as principais vias e as capitais provinciais, algumas das quais já estão cercadas.

Os talibãs assumiram recentemente o controlo de vários distritos de províncias vizinhas de Cabul, fazendo recear um ataque próximo à capital afegã e ao seu aeroporto, a única saída da cidade para estrangeiros.

 

PAL // ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS