Forças de segurança disparam balas reais para dispersar manifestantes em Bagdad

As forças de segurança iraquianas dispararam hoje balas reais para dispersar em Bagdad contestatários do primeiro movimento social importante que o Governo enfrenta desde que assumiu funções há um ano, segundo jornalistas da agência France Presse.

Forças de segurança disparam balas reais para dispersar manifestantes em Bagdad

Forças de segurança disparam balas reais para dispersar manifestantes em Bagdad

As forças de segurança iraquianas dispararam hoje balas reais para dispersar em Bagdad contestatários do primeiro movimento social importante que o Governo enfrenta desde que assumiu funções há um ano, segundo jornalistas da agência France Presse.

Mais de um milhar de manifestantes reuniram-se hoje na capital iraquiana para denunciar a corrupção e exigir empregos e serviços públicos.

“Os ladrões roubaram-nos”, gritaram os manifestantes, cujo país tem sido devastado pela guerra e pela corrupção e que enfrenta há anos a escassez de eletricidade e de água potável.

Também eram exigidos empregos para os jovens, cuja taxa de desemprego de 25% é o dobro da média nacional.

Cerca de 50 pessoas, incluindo polícias, ficaram feridas, indicaram fontes policiais e médicas.

As forças de segurança dispararam por diversas vezes para dispersar a multidão e o som de balas era audível no centro de Bagdad, indica a AFP.

Antes tinham usado canhões de água e gás lacrimogéneo, mas face à recusa dos manifestantes em dispersar, as forças antimotim dispararam balas reais.

Segundo dados da organização Transparency International, o Iraque é o 12.º país mais corrupto do mundo.

Os órgãos oficiais calculam que desde a queda do regime de Saddam Hussein em 2003 a corrupção engoliu pelo menos 410 mil milhões de euros, ou seja, quatro vezes o Orçamento de Estado e mais do dobro do produto interno bruto (PIB) do Iraque.

PAL // ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS