Exumação de restos mortais de ditador espanhol Francisco Franco realiza-se hoje

Os restos mortais do ditador espanhol Francisco Franco são hoje exumados do Vale dos Caídos e trasladados para o cemitério El Pardo-Mingorrubio, nos subúrbios da capital espanhola.

Exumação de restos mortais de ditador espanhol Francisco Franco realiza-se hoje

Exumação de restos mortais de ditador espanhol Francisco Franco realiza-se hoje

Os restos mortais do ditador espanhol Francisco Franco são hoje exumados do Vale dos Caídos e trasladados para o cemitério El Pardo-Mingorrubio, nos subúrbios da capital espanhola.

A exumação será feita no cumprimento da Lei da Memória Histórica, aprovada pelo Congresso em 2017, e de acordos adotados pelo Governo de Pedro Sánchez este ano.

O parlamento espanhol aprovou em setembro último a proposta do Governo socialista a autorizar a exumação dos restos mortais do ditador.

Francisco Franco Bahamonde foi um militar espanhol que integrou o golpe de Estado que, em 1936, marcou o início da Guerra Civil Espanhola, tendo exercido desde 1938 o lugar de chefe de Estado, até morrer em 1975, ano em que se iniciou a transição do país para um sistema democrático.

Para prevenir eventuais desacatos, por risco “de elevados problemas de ordem pública”, o Governo espanhol proibiu uma concentração patrocinada pela Fundação Francisco Franco, que tinha apelado às pessoas para que se desloquem ao cemitério de El Pardo-Mingorrubio.

O pretexto era homenagear “quem tanto fez pela Espanha e pela sua grandeza” e apelou a que se “encha o panteão de flores e orações”.

A exumação e transferência dos restos mortais de Franco do Vale dos Caídos, a cerca de 70 quilómetros de Madrid, para o cemitério de El Pardo-Mingorrubio, está marcada para se iniciar às 10:30 locais (09:30 em Lisboa).

O caixão com os restos mortais do ditador deixará a basílica do Vale dos Caídos aos ombros de alguns dos seus familiares, sem bandeiras nem honras militares e será, posteriormente, transferido, se o tempo o permitir, num helicóptero das Forças Armadas espanholas para o cemitério.

Segundo o dispositivo organizado pelo Governo espanhol, dentro da basílica, onde não poderão ser captadas imagens, só poderão estar os trabalhadores estritamente necessários para extrair a laje que cobre a tumba, de 1.500 quilos, um médico legista, o ministro da Justiça como notário superior do reino e responsável pela elaboração do registo da exumação, além de 22 familiares que demonstraram desejo de comparecer, entre netos e bisnetos do ditador.

Após um breve voo que durará cerca de 10 minutos, no qual o caixão será acompanhado por um dos netos do ditador e pelo ministro da Justiça, o helicóptero pousará num antigo heliporto da Guarda Real, muito perto do cemitério.

Em Mingorrubio será celebrada uma cerimónia religiosa só para a família, que estará a cargo do prior de Vale dos Caídos e de um padre, filho de Antonio Tejero, um guarda civil condenado pela tentativa de golpe de Estado de 23 de fevereiro de 1981, no parlamento espanhol.

Francisco Franco Bahamonde foi um militar espanhol que integrou o golpe de Estado que, em 1936, marcou o início da Guerra Civil Espanhola, tendo exercido desde 1938 o lugar de chefe de Estado e de Governo, até morrer em 1975, ano em que se iniciou a transição do país para um sistema democrático.

EL (FPB/PMC) // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS