Executivo diz que há monitorização constante de bens e combustíveis no Corvo

A secretária dos Transportes e Obras Públicas do Governo dos Açores asseverou hoje haver uma “monitorização constante” dos bens e combustíveis no Corvo, refutando a ideia de falhas no abastecimento à ilha após a passagem do furacão “Lorenzo”.

Executivo diz que há monitorização constante de bens e combustíveis no Corvo

Executivo diz que há monitorização constante de bens e combustíveis no Corvo

A secretária dos Transportes e Obras Públicas do Governo dos Açores asseverou hoje haver uma “monitorização constante” dos bens e combustíveis no Corvo, refutando a ideia de falhas no abastecimento à ilha após a passagem do furacão “Lorenzo”.

“Neste momento, podemos assegurar que existe combustível suficiente na ilha para, no caso da gasolina, mais 10-12 dias e, no caso do gasóleo verde e não só, mais 15-17 dias”, assinalou Ana Cunha, falando aos jornalistas na Praia da Vitória.

A governante falava depois de o deputado do PPM nos Açores, Paulo Estêvão, ter alertado para a existência de “fortes restrições” de mercadorias na ilha do Corvo, acusando o Governo Regional (PS) de “inação e incompetência” no abastecimento da mais pequena ilha do arquipélago.

“Desde o primeiro momento que trabalhamos no sentido de garantir o abastecimento ao grupo Ocidental [Flores e Corvo] na sequência dos danos provocados pelo furacão”, prosseguiu a secretária regional, destacando a “monitorização permanente e constante a nível de bens e combustíveis” que é feita nas ilhas.

Ana Cunha diz-se “totalmente disponível” para se sentar com Paulo Estêvão e “explicar o que está implementado”, para que o parlamentar “colabore no sentido de tranquilizar as pessoas” da ilha mais pequena dos Açores.

O furacão “Lorenzo”, que passou pelos Açores em 02 de outubro, provocou 255 ocorrências e obrigou ao realojamento de 53 pessoas.

O porto das Lajes das Flores foi “totalmente destruído” e, segundo o Governo Regional dos Açores, os prejuízos em todo o arquipélago rondam os 330 milhões de euros.

As declarações da governante foram proferidas no terceiro e último dia de uma visita de trabalho do Governo dos Açores à ilha Terceira.

De manhã, o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, entregou 70 diplomas a formandos que terminaram a sua formação nos cursos de Aquisição Básica de Competências e de Competências Digitais, desafiando-os a empenharem-se no objetivo de “serem os melhores” na respetiva atividade profissional.

Posteriormente, e também na Praia da Vitória, o governante presidiu a uma cerimónia de autorização de apoios à habitação no concelho açoriano.

PPF // ROC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS