Ex-MNE da Guiné Equatorial eleito presidente do Conselho Executivo da UNESCO

O antigo chefe da diplomacia da Guiné Equatorial Agapito Mba Mokuy foi eleito hoje de manhã por aclamação como o novo presidente do Conselho Executivo da UNESCO, numa eleição em que o candidato foi indicado pelo grupo de países africanos.

Ex-MNE da Guiné Equatorial eleito presidente do Conselho Executivo da UNESCO

Ex-MNE da Guiné Equatorial eleito presidente do Conselho Executivo da UNESCO

O antigo chefe da diplomacia da Guiné Equatorial Agapito Mba Mokuy foi eleito hoje de manhã por aclamação como o novo presidente do Conselho Executivo da UNESCO, numa eleição em que o candidato foi indicado pelo grupo de países africanos.

“Confirmamos a eleição por aclamação de Agapito Mba Mokuy, da Guiné Equatorial, à presidência do Conselho Executivo da UNESCO. Ele foi o único candidato a apresentar-se”, pode ler-se na resposta oficial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), enviada à agência Lusa.

O Conselho Executivo da UNESCO é responsável pela organização interna desta instituição entre as conferências gerais que acontecem a cada dois anos – duração do mandato do presidente.

Os mecanismos informais da UNESCO indicavam que este ano o candidato para a liderança deste órgão administrativo viria de um país africano e Agapito Mba Mokuy foi a figura escolhida. Os restantes países aceitaram este nome, tendo a sua nomeação sido acolhida por aclamação e sem ser necessário recorrer a votos.

Agapito Mba Mokuy foi ministro dos Negócios Estrangeiros da Guiné Equatorial entre 2012 e 2018, tendo sido nesse período que o país integrou a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Mokuy trabalhou também vários anos na UNESCO antes de ter assumido funções governamentais.

O Conselho Executivo reúne 58 países dos 193 que integram a UNESCO em mandatos rotativos, sendo que Portugal está neste órgão até 2021.

CYF // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS