EUA/Eleições: Candidata a governadora do Arizona apoiada por Trump declara-se perdedora

O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump (2017-2021) foi alvo de nova derrota nas eleições de meio de mandato realizadas na semana passada, já que a candidata que apoiou para governadora do estado do Arizona se declarou hoje perdedora.

EUA/Eleições: Candidata a governadora do Arizona apoiada por Trump declara-se perdedora

EUA/Eleições: Candidata a governadora do Arizona apoiada por Trump declara-se perdedora

O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump (2017-2021) foi alvo de nova derrota nas eleições de meio de mandato realizadas na semana passada, já que a candidata que apoiou para governadora do estado do Arizona se declarou hoje perdedora.

A republicana e ex-apresentadora de televisão Kari Lake foi derrotada pela democrata Katie Hobbs, segundo refere hoje a imprensa norte-americana, após uma semana de escrutínio em que a candidata progressista derrotou por pouco a sua rival conservadora.

Lake foi uma das candidatas que teve o apoio explícito de Trump, a ponto de ser considerada uma aposta pessoal do ex-Presidente.

A candidata repetiu, várias vezes durante a campanha, alegações do ex-Presidente, afirmando que a eleição presidencial de 2020 foi uma fraude e que Trump ganhou ao seu rival e atual Presidente do país, Joe Biden.

Lake junta-se, assim, a uma longa lista de candidatos apoiados por Trump nas eleições de terça-feira passada que perderam nas urnas – muitos deles candidatos à Câmara dos Representantes, mas também a senadores, governadores e cargos locais -, algo que os analistas políticos dos EUA consideram ser uma demonstração de que o eleitorado, mesmo o republicano, está farto do ex-Presidente.

O Arizona era, até aos anos da presidência de Trump, um estado fortemente conservador, mas agora tornou-se um dos chamados estados charneira, ou seja, que tanto pode optar pelo lado progressista como pelo conservador.

As eleições intercalares realizadas em 08 de novembro nos Estados Unidos deram a liderança do Senado aos democratas, mas o futuro da Câmara dos Representantes continua em aberto, já que falta atribuir 19 lugares.

Os votos ainda estão a ser apurados no maior distrito do Alasca, em dois no Arizona – onde há cerca de 290 mil votos a serem contados – 10 na Califórnia, dois no Colorado, um no Maine, um no Novo México, um em Nova Iorque e um no Oregon.

Embora tenha retomado hoje a atividade, o Congresso só deverá inaugurar a nova legislatura em 03 de janeiro.

PMC (RJP) // APN

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS