EUA/Eleições: Alemanha preocupada com “situação explosiva” e possível crise

A Alemanha está preocupada com a “situação muito explosiva” nos Estados Unidos, onde Donald Trump se declarou vencedor das eleições presidenciais antes mesmo do final da contagem dos votos, disse hoje a ministra da Defesa.

EUA/Eleições: Alemanha preocupada com

EUA/Eleições: Alemanha preocupada com “situação explosiva” e possível crise

A Alemanha está preocupada com a “situação muito explosiva” nos Estados Unidos, onde Donald Trump se declarou vencedor das eleições presidenciais antes mesmo do final da contagem dos votos, disse hoje a ministra da Defesa.

O resultado “desta eleição ainda não foi decidido, os votos ainda estão a ser contados”, observou Annegret Kramp-Karrenbauer, em declarações à estação de televisão pública alemã ZDF.

Os Estados Unidos podem estar à beira de “uma crise constitucional”, acrescentou.

O candidato republicano à presidência dos EUA, Donald Trump, disse hoje que já ganhou as eleições, mas que os democratas estão a tentar “roubar” as eleições, prometendo recorrer ao Supremo Tribunal.

“Vamos recorrer para o Supremo Tribunal e tentar parar a contagem de votos”, disse Trump, numa declaração na Casa Branca, perante uma audiência dos seus apoiantes.

Trump disse que está à frente em muitos estados e que a eleição já está ganha para os republicanos, mas que os democratas estão a tentar “roubar” esta eleição, através do lançamento de votos já depois do fecho das urnas.

“Na verdade, já ganhámos estas eleições”, disse Trump, mencionando números sobre a vantagem da sua candidatura em vários estados (Carolina do Norte, Pensilvânia, Michigan, Wisconsin) e o facto de ter vencido alguns estados importantes (Texas, Florida).

A equipa do candidato democrata, Joe Biden, reagiu afirmando que vai contrariar quaisquer esforços do rival republicano de recorrer ao Supremo Tribunal para evitar mais contagem de votos.

Numa declaração, a candidatura democrata disse que a ameaça de Trump de recorrer ao Supremo Tribunal é “escandalosa, sem precedentes e incorreta”.

Segundo projeções dos principais ‘media’ norte-americanos, o candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, está à frente do Presidente norte-americano, Donald Trump, com 236 delegados contra 213 no Colégio Eleitoral.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS