EUA apelam aos angolanos que “se expressem pacificamente”

O Governo norte-americano apelou hoje aos angolanos para que “se expressem pacificamente” e instou a que “quaisquer reclamações” relativas às eleições de 24 de agosto sejam resolvidas ao abrigo da lei.

EUA apelam aos angolanos que

EUA apelam aos angolanos que “se expressem pacificamente”

O Governo norte-americano apelou hoje aos angolanos para que “se expressem pacificamente” e instou a que “quaisquer reclamações” relativas às eleições de 24 de agosto sejam resolvidas ao abrigo da lei.

“Apelamos a todas as partes para que se expressem pacificamente e que resolvam quaisquer reclamações de acordo com os preceitos legais aplicáveis ao abrigo da lei angolana”, disse o gabinete do porta-voz do Departamento de Estado em comunicado. Segundo a mesma nota, os Estados Unidos da América (EUA) “observaram a ampla participação” dos angolanos nas eleições de quarta-feira e continuarão a “acompanhar de perto o processo eleitoral”. “Ansiamos trabalhar juntos no caminho por uma Angola mais segura e próspera para todos”, acrescentou o gabinete do Governo norte-americano.

Os dados provisórios divulgados pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE) indicam uma vitória com maioria absoluta do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), no poder desde 1975, um resultado já contestado pela União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), o maior partido da oposição. As autoridades angolanas têm reforçado o policiamento em zonas sensíveis da cidade e têm impedido a realização de qualquer manifestação de opositores ou ativistas contra os resultados das eleições de 24 de agosto.

Impala Instagram


RELACIONADOS