Etiópia: Governo e PAM alcançam acordo para aumentar acesso a Tigray

O Governo etíope e o Programa Alimentar Mundial (PAM) alcançaram um acordo para aumentar o acesso humanitário à região do Tigray no norte do país, anunciou o diretor daquela agência da ONU, David Beasley.

Etiópia: Governo e PAM alcançam acordo para aumentar acesso a Tigray

Etiópia: Governo e PAM alcançam acordo para aumentar acesso a Tigray

O Governo etíope e o Programa Alimentar Mundial (PAM) alcançaram um acordo para aumentar o acesso humanitário à região do Tigray no norte do país, anunciou o diretor daquela agência da ONU, David Beasley.

O anúncio surge depois de o Conselho de Segurança das Nações Unidas ter indicado na quarta-feira numa reunião à porta fechada que esperava mais acesso humanitário à região, onde o Governo federal tem vindo a conduzir uma operação militar contra as autoridades dissidentes desde novembro.

O Governo etíope e o PAM “acordaram em medidas concretas para expandir o acesso humanitário através de Tigray e o PAM vai aumentar as suas operações”, disse Beasley no Twitter após uma visita à capital regional, Mekele, estimando que “três milhões de pessoas precisam de ajuda agora”.

O PAM afirmou num comunicado que tinha concordado, a pedido das autoridades etíopes, em fornecer ajuda alimentar de emergência a um milhão de pessoas em Tigray.

O ministro da Paz etíope, Muferihat Kamil, disse numa declaração que o Governo estava “a aprovar urgentemente pedidos para a deslocação de pessoal internacional para o interior de Tigray”.

Durante os últimos três meses, a ONU e as ONG têm deplorado as restrições ao acesso humanitário a Tigray, onde ainda se registam combates, apesar do anúncio pelo primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, do fim das hostilidades com a tomada de Mekele pelo exército federal em 28 de novembro.

O Governo minimizou o risco de fome e afirma ter fornecido ajuda alimentar de emergência a 1,8 milhões de pessoas.

O acesso ao Tigray continua a ser muito difícil para os meios de comunicação social, o que dificulta a verificação de informações sobre a situação na região.

Depois de uma visita na semana passada, o Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, Filippo Grandi, apelou para uma melhoria do sistema de distribuição da ajuda, referindo que de outra forma se deteriorará a situação já “muito grave” em Tigray.

MC // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS