Estados Unidos satisfeitos com reuniões em Pequim sobre a guerra comercial

As negociações com Pequim para encontrar uma saída para a guerra comercial sino-americana têm sido “produtivas”, congratulou-se o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin.

Estados Unidos satisfeitos com reuniões em Pequim sobre a guerra comercial

Estados Unidos satisfeitos com reuniões em Pequim sobre a guerra comercial

As negociações com Pequim para encontrar uma saída para a guerra comercial sino-americana têm sido “produtivas”, congratulou-se o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin.

“As Reuniões foram produtivas com o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He”, escreveu Steven Mnuchin, na sua conta da rede social Twitter.

Após dois dias de conversações na capital chinesa, Steven Mnuchin deverá ser recebido agora pelo Presidente chinês, Xi Jinping, antes de regressar a Washington.

A China e os Estados Unidos iniciaram na quinta-feira um diálogo de alto nível, visando pôr fim a uma guerra comercial que ameaça a economia mundial e que poderá agravar-se, após um período de trégua de 90 dias.

Trata-se do terceiro frente-a-frente desde que, no início de dezembro, Xi Jinping e o homólogo norte-americano, Donald Trump, concordaram uma trégua de 90 dias, para encontrar uma solução para a guerra comercial que espoletou entre os dois países, no verão passado.

Washington e Pequim aumentaram já as taxas alfandegárias sobre centenas de milhões de dólares de produtos de cada um dos países, caso não haja um acordo até 01 de março, Trump ameaça aumentar ainda mais as taxas sobre importações oriundas da China.

Empresários e economistas consideram improvável que os dois lados cheguem a um acordo definitivo e alegam que Pequim vai tentar convencer Washington a prolongar o período de trégua.

SYSC (JPI) // SB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS