Estados Unidos confirmam compra de 35 aviões de caça F-35 pela Alemanha

Os Estados Unidos confirmaram hoje que a Alemanha vai comprar 35 aviões-caças F-35 norte-americanos, como parte da modernização das suas Forças Armadas.

Estados Unidos confirmam compra de 35 aviões de caça F-35 pela Alemanha

Estados Unidos confirmam compra de 35 aviões de caça F-35 pela Alemanha

Os Estados Unidos confirmaram hoje que a Alemanha vai comprar 35 aviões-caças F-35 norte-americanos, como parte da modernização das suas Forças Armadas.

“O Departamento Federal de Equipamentos, Tecnologia da Informação e Uso (das Forças Armadas alemãs) assinou um contrato com a Força Aérea dos EUA para a compra de 35 aeronaves de combate F-35A Lightning II, que serão entregues entre 2026 e 2029”, anunciou a embaixada dos EUA na Alemanha, em comunicado.

Em março, Berlim tinha anunciado a compra de 35 F-35, fabricados pela Lockheed Martin, juntamente com 15 Eurofighters, para substituir parte da sua frota envelhecida de caças Tornado.

Contudo, no início deste mês, o Ministério da Defesa tinha levantado preocupações relacionadas com possíveis “atrasos e custos adicionais” para esta encomenda de quase 10 mil milhões de euros, segundo uma carta confidencial enviada à comissão parlamentar do Orçamento.

As dúvidas foram finalmente dissipadas e a câmara baixa do Parlamento alemão deu hoje luz verde à aquisição.

O Parlamento também autorizou outros projetos, entre eles a compra de armas de assalto, financiados pelo fundo especial de 100 mil milhões de euros criado após a invasão russa da Ucrânia para modernizar o exército alemão.

A ministra da Defesa, Christine Lambrecht, considerou que estas notícias são um “sinal muito importante” de que o Parlamento apoia o reforço da força militar alemã.

“O programa F-35 alemão garantirá a continuidade dos compromissos da Alemanha com a Aliança e garantirá a capacidade de dissuasão credível da NATO no futuro”, referiu hoje a embaixada norte-americana.

“Perante os atuais desafios de segurança, incluindo a guerra da Rússia na Ucrânia, a estreita cooperação entre os aliados é mais importante do que nunca”, concluiu a embaixada dos EUA, no comunicado.

RJP // PDF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS