Estado da Nação: Fundos conseguidos na Europa têm “a marca de Portugal” – PS

A líder parlamentar socialista, Ana Catarina Mendes, afirmou hoje que os montantes inéditos de fundos acordados na última cimeira europeia para responder à crise pandémica têm “a marca de Portugal”, no debate parlamentar sobre o estado da nação.

Estado da Nação: Fundos conseguidos na Europa têm

Estado da Nação: Fundos conseguidos na Europa têm “a marca de Portugal” – PS

A líder parlamentar socialista, Ana Catarina Mendes, afirmou hoje que os montantes inéditos de fundos acordados na última cimeira europeia para responder à crise pandémica têm “a marca de Portugal”, no debate parlamentar sobre o estado da nação.

A deputada começou por criticar o PSD, pois “o que foi alcançado esta semana na Europa não pode passar em branco”.

“É que aquilo que foi conquistado na Europa tem também a marca de Portugal porque Portugal mostrou, ao longo destes cinco anos, que era possível uma alternativa à austeridade e que, em crises, não se responde com cortes. Responde-se com proteção, com dinheiro”, disse.

Para Ana Catarina Mendes, Portugal não pode “desperdiçar a oportunidade para, com estes fundos, modernizar a economia, que passa também pelo hidrogénio e o combate às alterações climáticas”.

“Não podemos desperdiçar a oportunidade para melhorar a nossa integração na competitividade internacional. Não podemos desperdiçar a oportunidade de acelerar a transição digital”, continuou.

A parlamentar socialista vincou, sobretudo, que o país não pode desperdiçar “a oportunidade para reduzir as desigualdades e eliminar a pobreza”

“Sim, essa é a nossa linha vermelha (eliminar a pobreza), reforçando ainda mais o estado social, revalorizando os serviços públicos, recuperando o persistente défice de qualificações, em particular das gerações de adultos já inseridos no mercado de trabalho”, concluiu.

 

HPG // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS