Erdogan afirma ainda acreditar num cessar-fogo na Ucrânia

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse hoje que ainda está confiante na possibilidade de alcançar um cessar-fogo na Ucrânia, mantendo o diálogo com os líderes russo e ucraniano.

Erdogan afirma ainda acreditar num cessar-fogo na Ucrânia

Erdogan afirma ainda acreditar num cessar-fogo na Ucrânia

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse hoje que ainda está confiante na possibilidade de alcançar um cessar-fogo na Ucrânia, mantendo o diálogo com os líderes russo e ucraniano.

“O meu diálogo com os presidentes Vladimir Putin [da Rússia] e Volodymyr Zelensky [da Ucrânia] continua. Espero que possamos chegar a um acordo de cessar-fogo, que poderá abrir o caminho para uma paz a longo prazo”, declarou Erdogan, na primeira cimeira tripartida que envolve a Turquia, o Turquemenistão e Azerbaijão.

Na cimeira, que decorre na cidade turquemena de Turkmenbashi, o Presidente turco, citado pela agência russa Interfax, acrescentou que uma paz “justa” só pode ser alcançada através do diálogo.

“É por isso que, desde o primeiro dia, procuramos acabar com o derramamento de sangue e que demos passos sinceros e de boa-fé, tanto a nível de chefes de Estado quanto a outros”, sublinhou.

Em Moscovo, o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, descartou uma trégua na Ucrânia no Natal ou Ano Novo.

“Não recebemos nenhuma proposta de ninguém e esse assunto não está na ordem do dia”, disse Peskov.

Domingo, segundo a Presidência turca, Erdogan falou ao telefone com os líderes da Rússia e da Ucrânia e expressou a Putin o “desejo mais sincero de que a guerra termine o mais rápido possível”.

Hoje, na cimeira, e no quadro de crise energética mundial, Erdogan adiantou que a Turquia está disponível para servir como intermediária nas exportações do gás turquemeno para o Ocidente e, em particular, para a Europa.

“Atualmente, o gás do Cáspio (da parte do Azerbaijão) chega aos mercados ocidentais através da Turquia. É preciso começar a trabalhar agora para iniciar o fornecimento de gás turquemeno aos mercados ocidentais”, afirmou, citado pela agência russa Interfax.

O Presidente turco exortou os homólogos do Azerbaijão, Ilham Aliev, e do Turquemenistão, Serdar Berdimuhamedov, a ampliar a cooperação na área da energia.

Além disso, manifestou a vontade de negociar com os dois países a importação de energia elétrica para a Turquia.

Erdogan destacou que o principal objetivo da cooperação entre os três países é aproveitar os atuais processos globais e regionais em favor da população e garantir a estabilidade regional.

A cooperação entre os três países, acrescentou, é de grande importância no contexto dos desafios e crises atuais.

Por seu lado, o Presidente do Azerbaijão aproveitou para destacar o aumento das relações comerciais entre os três países.

“Durante os primeiros 10 meses de 2022, o comércio entre o Azerbaijão e a Turquia aumentou 45%, atingindo o patamar de 5.000 milhões de dólares [4.700 milhões de euros]”, disse Aliev, lembrando que Baku investiu cerca de 20.000 milhões de dólares (18.800 milhões de euros) na economia turca, enquanto Ancara investiu 14.000 milhões de dólares (13.150 milhões de euros) no seu país.

Aliev destacou que as trocas comerciais entre o Azerbaijão e o Turquemenistão aumentaram cinco vezes em 2022, “o que é um indicador recorde”, mas sem avançar o montante em causa.

Além disso, Aliev anunciou que Baku planeia investir mais 100 milhões de dólares (94 milhões de euros) na ferrovia Baku-Tbilisi-Kars, o que aumentaria em cinco vezes a capacidade de transporte na rota que liga o Azerbaijão à Turquia.

O chefe de Estado azeri acrescentou, por fim, que Baku está a estudar o aumento da capacidade de carga do porto da capital azeri e apelou às empresas turcas e turquemenas para que aproveitem as possibilidades da zona económica franca de Alat, a sul da capital do Azerbaijão.

JSD // PDF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS