Encontro entre líderes da Rússia e Bielorrússia gera protestos em Minsk

Os presidentes da Rússia e da Bielorrússia estiveram hoje reunidos durante mais de cinco horas na localidade russa Sochi, num encontro diplomático que originou um protesto na capital bielorrussa.

Encontro entre líderes da Rússia e Bielorrússia gera protestos em Minsk

Encontro entre líderes da Rússia e Bielorrússia gera protestos em Minsk

Os presidentes da Rússia e da Bielorrússia estiveram hoje reunidos durante mais de cinco horas na localidade russa Sochi, num encontro diplomático que originou um protesto na capital bielorrussa.

Segundo um alto funcionário russo citado pela Associated Press, o presidente russo Vladimir Putin e o homólogo bielorrusso, Alexander Lukashenko, estão próximos de um entendimento sobre o aprofundamento das relações entre os dois países, embora não tenha sido feito qualquer anúncio oficial sobre o teor da reunião.

Certo é que, por desconfiança das intenções da Rússia, por poderem interferir na independência da Bielorrússia, mais de um milhar de pessoas protestou em Minsk, capital bielorrussa, entoando frases como “Não à integração!”, “Bielorrússia na Europa!”.

No arranque do encontro hoje em Sochi, Lukashenko instou Vladimir Putin a continuar os envios de remessas de combustível, a preços domésticos russos, e das quais a Bielorrússia depende.

Isto porque, a Rússia recentemente aumentou a pressão sobre a Bielorrússia ao subir os preços e a cortar nos subsídios sobre energia.

Tem havido especulação de que Putin poderá estar a planear uma junção com a Bielorrússia que lhe permita permanecer no poder à frente de uma nova união para lá do fim do atual mandato presidencial, em 2024.

“O Kremlin já não quer pagar apenas por retórica e está a começar a exigir concessões políticas a Minsk antes de 2024”, afirmou o analista político Valery Karbalevich, citado pela Associated Press.

SS // TDI

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS