Elisa Ferreira diz que Portugal tem de progredir para não necessitar tanto dos fundos europeus

A comissária europeia para a Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, defendeu hoje que o país tem de progredir para depender menos dos fundos europeus, mas também ressalvou a importância que o Portugal 2030 terá para ajudar o progresso do país.

Elisa Ferreira diz que Portugal tem de progredir para não necessitar tanto dos fundos europeus

Elisa Ferreira diz que Portugal tem de progredir para não necessitar tanto dos fundos europeus

A comissária europeia para a Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, defendeu hoje que o país tem de progredir para depender menos dos fundos europeus, mas também ressalvou a importância que o Portugal 2030 terá para ajudar o progresso do país.

“Mas se o caminho da reconstrução ainda necessita do apoio dos fundos estruturais, o objetivo de Portugal, no futuro, tem de ser – e temos de nos preparar para isso – continuar a progredir não necessitando, pelo menos não necessitando tanto, destes fundos”, afirmou.

A comissária europeia falava hoje no Fundão, distrito de Castelo Branco, no âmbito da cerimónia de assinatura, entre o Governo português e a Comissão Europeia, do acordo de parceria para a execução do Portugal 2030, quadro comunitário em que o país terá acesso a 23 mil milhões de euros de fundos até 2029.

Lembrando que tal valor equivale a dizer que, durante esse período, o país dispõe de cerca de 2.200 euros por pessoa, Elisa Ferreira também alertou que tal obriga a pensar “de uma forma muito estruturada e muito responsável” quais serão os investimentos a fazer.

CYC/CCC // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS