Eleições: Trump diz estar a ser ‘roubado’ mas não apresenta provas para sustentar acusações

Trump disse que venceria facilmente as presidenciais se contabilizassem “os votos legais”, advogando que está a ser ‘roubado’, sem apresentar, no entanto, quaisquer evidências.

Eleições: Trump diz estar a ser 'roubado' mas não apresenta provas para sustentar acusações

Eleições: Trump diz estar a ser ‘roubado’ mas não apresenta provas para sustentar acusações

Trump disse que venceria facilmente as presidenciais se contabilizassem “os votos legais”, advogando que está a ser ‘roubado’, sem apresentar, no entanto, quaisquer evidências.

O Presidente dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump, e recandidato ao cargo disse, na quinta-feira, que venceria facilmente as presidenciais se contabilizassem “os votos legais”, advogando que está a ser ‘roubado’, sem apresentar, no entanto, quaisquer evidências.

“Se contarmos os votos legais vencemos facilmente, mas se contarmos os votos ilegais poderão tentar roubar-nos as eleições”, disse o chefe de Estado norte-americano, em conferência de imprensa na Casa Branca, em Washington.

Trump referiu inúmeras vezes que estava a ser ‘roubado’ e que havia tentativas do partido democrata de adulterar a contagem dos boletins de voto para impedir a vitória republicana.

Contudo, durante o discurso Trump não apresentou quaisquer evidências que sustentassem as acusações que fez.

O Presidente dos Estados Unidos da América (EUA) terminou a conferência de imprensa e abandonou o púlpito sem intenção de responder às questões que os jornalistas estavam a tentar fazer.

LEIA MAIS Covid-19: EUA com mais de 1.200 mortos e de 120 mil casos, novo máximo diário

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS