Donald Trump avisa Irão após ataques contra navios

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou hoje o Irão e avisou que se “qualquer coisa” vão “sofrer muito”, depois de terem sido relatados ataques contra navios ao largo da costa dos Emirados Árabes Unidos.

Donald Trump avisa Irão após ataques contra navios

Donald Trump avisa Irão após ataques contra navios

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou hoje o Irão e avisou que se “qualquer coisa” vão “sofrer muito”, depois de terem sido relatados ataques contra navios ao largo da costa dos Emirados Árabes Unidos.

“Se eles fizerem alguma coisa, vão acabar por sofrer muito”, disse Donald Trump após um encontro com o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, na Casa Branca, considerando seria “um grande erro” por parte do Irão.

No domingo, os Emirados Árabes Unidos deram conta de “atos de sabotagem” contra quatro navios comerciais de diferentes nacionalidades a leste do emirado de Fujairah, sem identificar os autores e hoje a Arábia Saudita, aliada de Washington, informou que “atos de sabotagem” foram realizados contra dois dos seus petroleiros ao largo dos Emirados.

Trump já perguntou sobre dois petroleiros sauditas e uma embarcação de bandeira norueguesa danificados, no que as autoridades do Golfo descreveram como um ataque de “sabotagem” ao largo da costa dos Emirados Árabes Unidos.

O Irão já ameaçou várias vezes fechar o estratégico estreito de Ormuz, crucial para a navegação mundial e para o abastecimento petrolífero, em caso de confronto militar com os Estados Unidos.

A divulgação do incidente ocorre numa altura em que os Estados Unidos alertaram os navios para a possibilidade de “o Irão ou os seus representantes” poderem atacar o tráfego marítimo na região e quando Washington está a enviar para o Golfo Pérsico um porta-aviões e bombardeiros para combater alegadas ameaças de Teerão.

O Irão considerou hoje “preocupantes” os “atos de sabotagem” contra navios ao largo dos Emirados Árabes Unidos e pediu a realização de um inquérito.

As tensões entre Washington e Teerão aumentaram desde que o Presidente norte-americano, Donald Trump, retirou o país do acordo nuclear de 2015, restaurando as sanções norte-americanas que levaram a economia do Irão à crise.

AJO (PAL) // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS