Diretor da PJ de Cabo Verde reconduzido ao cargo por mais três anos

O diretor da Polícia Judiciária (PJ) de Cabo Verde, António Sebastião Sousa, foi reconduzido no cargo por mais três anos, conforme uma resolução do Conselho de Ministros consultada hoje pela agência Lusa.

Diretor da PJ de Cabo Verde reconduzido ao cargo por mais três anos

Diretor da PJ de Cabo Verde reconduzido ao cargo por mais três anos

O diretor da Polícia Judiciária (PJ) de Cabo Verde, António Sebastião Sousa, foi reconduzido no cargo por mais três anos, conforme uma resolução do Conselho de Ministros consultada hoje pela agência Lusa.

“É reconduzido António Sebastião Sousa, Procurador da República, para, em comissão de serviço de natureza judiciária, exercer o cargo de Diretor Nacional da Polícia Judiciária”, lê-se na resolução do Conselho de Ministros, de 03 de junho, publicado no Boletim Oficial.

António Sebastião Sousa tomou posse como diretor da PJ em agosto de 2016, substituindo o também magistrado Patrício Varela.

No seu discurso de tomada de posse, o chefe máximo de PJ defendeu a necessidade de estancar a criminalidade complexa, violenta e de difícil investigação no país para poder evitar consequências maiores.

Na altura, o responsável enumerou o tráfico de drogas e de pessoas, branqueamento de capitais, corrupção, criminalidade urbana, crimes cibernéticos e indícios de imigração ilegal para exploração sexual ou laboral como atividades criminosas a que importa dar atenção.

“Cabo Verde continua sendo utilizado como plataforma de tráfico de cocaína proveniente da América Latina com destino aos mercados europeus e não só, beneficiando de variadas conexões que se cruzam tanto no território nacional como na diáspora”, mostrou o magistrado.

Conforme o Estatuto do Pessoal da PJ, o diretor nacional tem um mandado de três anos, renováveis.

 

RIPE // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS