Departamento de Justiça dos EUA adota medidas para evitar fraude eleitoral

Departamento de Justiça dos EUA adota medidas para evitar fraude eleitoral

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos anunciou hoje que adotou uma série de dispositivos para preservar o direito ao voto, especialmente o das minorias, e para evitar fraudes nas eleições legislativas de terça-feira.

No âmbito dessas medidas, o governo norte-americano vai ter vários números de telefone para receber queixas de votantes relacionadas com violações da lei eleitoral, mas as reclamações também podem ser feitas através de fax, por correio eletrónico ou através da página do Departamento de Justiça na Internet.

A administração norte-americana também instou os cidadãos a alertarem diretamente as autoridades locais para qualquer possível prática de crime.

O Departamento de Justiça recordou que são as administrações estaduais e municipais as responsáveis por gerir as eleições no país, enquanto a divisão de direitos civis deve aplicar as leis federais de direito ao voto e enviar pessoal para 35 jurisdições de 19 dos 50 Estados norte-americanos.

O procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, disse que os recursos do Departamento de Justiça estarão concentrados em garantir o cumprimento do direito ao voto.

“A fraude no processo de voto não será tolerada. A fraude corrompe a integridade das eleições”, afirmou Sessions em comunicado.

“Este ano estamos a usar cada ferramenta legal que temos, tanto civil como penal, para proteger os direitos de milhões de norte-americanos para que possam votar sem entraves”, salientou.

Nas eleições intercalares de terça-feira os norte-americanos vão escolher a Câmara dos Representantes, parte do Senado e governadores de 36 dos 50 estados.

EO // EL

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Departamento de Justiça dos EUA adota medidas para evitar fraude eleitoral

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos anunciou hoje que adotou uma série de dispositivos para preservar o direito ao voto, especialmente o das minorias, e para evitar fraudes nas eleições legislativas de terça-feira.