Custos de mão-de-obra sobem 4% na zona euro e 4,4% na UE no 2.º trimestre

Os custos horários da mão-de-obra aumentaram 4,0% na zona euro e 4,4% na União Europeia no segundo trimestre, face ao mesmo período de 2021, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat.

Custos de mão-de-obra sobem 4% na zona euro e 4,4% na UE no 2.º trimestre

Custos de mão-de-obra sobem 4% na zona euro e 4,4% na UE no 2.º trimestre

Os custos horários da mão-de-obra aumentaram 4,0% na zona euro e 4,4% na União Europeia no segundo trimestre, face ao mesmo período de 2021, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat.

Considerando as duas componentes do indicador, salários e vencimentos e custos não salariais, na zona euro, estas aumentaram, respetivamente, 4,1% e 3,8%.

Na UE, os salários e vencimentos subiram 4,5% e os custos não salariais 4,1%, face ao segundo trimestre de 2021.

De acordo com o serviço estatístico da UE, entre abril e junho, as maiores subidas homólogas nos custos horários da mão-de-obra foram registadas na Bulgária (14,4%), Hungria (12,7%) e Lituânia (12,5%), com a Grécia a apresentar o único recuo (-1,0%).

Em Portugal, o indicador avançou 5,7% no segundo trimestre, face ao período homólogo.

IG // MSF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS