CPLP: Cabo Verde deseja boa sorte a presidência angolana do Conselho de Ministros

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde desejou hoje “boa sorte” e mostrou-se convicto de que a presidência angolana do Conselho de Ministros da CPLP acontecerá num ambiente de otimismo e confiança no futuro.

CPLP: Cabo Verde deseja boa sorte a presidência angolana do Conselho de Ministros

CPLP: Cabo Verde deseja boa sorte a presidência angolana do Conselho de Ministros

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde desejou hoje “boa sorte” e mostrou-se convicto de que a presidência angolana do Conselho de Ministros da CPLP acontecerá num ambiente de otimismo e confiança no futuro.

As declarações de Rui Figueiredo Soares foram proferidas em Luanda, na abertura do Conselho de Ministros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em que o chefe da diplomacia cabo-verdiana deu posse ao seu homólogo de Angola, Téte António, que hoje assumiu a presidência rotativa deste órgão.

“O futuro comum é avesso aos isolacionismos e sobreposição de interesses individuais aos coletivos”, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros, Comunidades e Integração Regional de Cabo Verde, salientando que “o problema de um é um problema de todos”, sobretudo no atual contexto de pandemia que tem tido “consequências duras” para os países da CPLP.

Rui Figueiredo Soares apontou os efeitos particularmente nefastos sobre a economia de países como Cabo Verde, fortemente dependentes do turismo e desejou “muito boa sorte ao colega, irmão e amigo” na condição de presidente deste órgão, mas também “boa sorte à nossa comunidade” para os desafios que enfrenta.

Téte António, por seu turno, realçou também o desafio que a covid-19 representa para a organização com a perda de vidas humanas, aumento de desemprego e pobreza, que considerou “o maior perigo” atual para a economia global.

“Impõem-se ações políticas concertadas e inclusivas e apoio técnico e financeiro aos países mais pobres e vulneráveis”, exortou o governante angolano.

Para o ministro das Relações Exteriores de Angola, estes são também “tempos de oportunidades para uma maior união e cooperação” entre os países da CPLP em prol do desenvolvimento económico e social.

Téte António deixou também uma palavra de apreço ao secretário-executivo cessante, Francisco Ribeiro Telles, sublinhando “o quanto a organização beneficiou da sua longa experiência, profissionalismo e, sobretudo, as suas qualidades humanas”.

A reunião de hoje do Conselho de Ministros antecede a XIII Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, que se realiza no sábado, também em Luanda.  

Integram a CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

 

RCR // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS