Covid-19: Portugal dá total apoio à Argentina para que FMI suspenda o spread da sua dívida

O primeiro-ministro português manifestou hoje total apoio à proposta da Argentina para que seja suspenso o pagamento do spread da sua dívida ao Fundo Monetário Internacional (FMI), pelo menos durante a atual conjuntura de pandemia de covid-19.

Covid-19: Portugal dá total apoio à Argentina para que FMI suspenda o spread da sua dívida

Covid-19: Portugal dá total apoio à Argentina para que FMI suspenda o spread da sua dívida

O primeiro-ministro português manifestou hoje total apoio à proposta da Argentina para que seja suspenso o pagamento do spread da sua dívida ao Fundo Monetário Internacional (FMI), pelo menos durante a atual conjuntura de pandemia de covid-19.

“Expressei ao Presidente Alberto Fernandez todo o apoio de Portugal neste tema da dívida. Vamos tentar sensibilizar o FMI para que, pelo menos durante esta crise, seja suspenso o spread. Isso será muito importante”, declarou António Costa em conferência de imprensa, em São Bento, tendo ao seu lado o chefe de Estado argentino.

Alberto Fernandez iniciou no domingo uma visita de Estado a Portugal, périplo que inclui deslocações a Espanha, França e Itália e em que a questão da renegociação da dívida da Argentina ao FMI é um dos pontos centrais.

Na conferência de imprensa, tendo ao seu lado o chefe de Estado argentino, António Costa começou por se referir às relações entre Portugal e o FMI no início da década passada, dizendo que “também teve momentos muito difíceis, sobretudo depois da crise das dívidas soberanas em 2011”.

“Em 2015, quando cheguei ao Governo, confrontei-me com o mesmo problema que tem atualmente a Argentina. Como o empréstimo era superior à quota que Portugal detinha no FMI, então estávamos a pagar uma taxa de juro com um spread muito significativo”, disse.

Nessa altura, de acordo com o líder do executivo português, não se conseguiu convencer o FMI “a libertar o país do pagamento desse spread”.

“Mas agora estamos numa situação muito particular. Esta crise da covid-19 é o momento para, pelo menos, haver uma suspensão do spread para ajudar os países que estão simultaneamente a enfrentar a necessidade de reduziram a sua dívida e de combater a covid-19”, sustentou.

PMF // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS