Covid-19: Número de mortos bate recorde no Irão com 434 vítimas em 24 horas

O número de mortos causado pelo novo coronavírus bateu hoje novo recorde no Irão, com 434 óbitos em 24 horas, o que eleva o total de mortes desde o início da pandemia para mais de 35 mil, anunciou o Ministério da Saúde.

Covid-19: Número de mortos bate recorde no Irão com 434 vítimas em 24 horas

Covid-19: Número de mortos bate recorde no Irão com 434 vítimas em 24 horas

O número de mortos causado pelo novo coronavírus bateu hoje novo recorde no Irão, com 434 óbitos em 24 horas, o que eleva o total de mortes desde o início da pandemia para mais de 35 mil, anunciou o Ministério da Saúde.

Segundo o ministério, o país registou também 7.719 novas infeções confirmadas desde sábado.

No total, o Irão contabiliza mais de 620.000 casos de covid-19 desde que foi detetado o primeiro doente no país.

A maioria das mortes aconteceu na capital, Teerão, que também é a cidade mais populosa do Irão, pelo que as autoridades municipais propuseram que seja imposto um confinamento de duas semanas.

O chefe do departamento de virologia do Hospital Masih Daneshvari em Teerão, Alireza Naji, alertou, entretanto, que o Irão poderá chegar a 900 mortes diárias causadas pelo coronavírus se não forem impostas mais restrições à circulação e a reuniões.

Nas últimas três semanas, o Irão proibiu casamentos e funerais e fechou universidades e escolas, bem como bibliotecas, mesquitas, cinemas, museus e cabeleireiros, para tentar conter a propagação do vírus em Teerão.

No sábado, o país anunciou que vai estender, a partir de quarta-feira e durante pelo menos uma semana, as medidas restritivas que já estão a ser aplicadas na capital a 25 capitais provinciais e 46 condados de todo o país.

O Irão não impôs qualquer confinamento desde o início da epidemia no país, em fevereiro, porque, segundo o Presidente, Hassan Rohani, a economia do país, já restringida por sanções internacionais, não teria como sobreviver.

A pandemia de covid-19 já provocou quase 1,2 milhões de mortos e mais de 46 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (230.556) e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 9,1 milhões).

Seguem-se, em número de mortos, o Brasil (159.884 mortos, mais de 5,5 milhões de casos), Índia (122.111 mortos e mais de 8,1 milhões de infetados), México (91.753, quase 925 mil infetados) e Reino Unido (46.555 mortos, mais de um milhão de casos).

A Rússia, com 28.235 mortos, é o quarto país do mundo em número de infetados, depois de EUA, Índia e Brasil, com mais de 1,6 milhões de casos, seguindo-se França, com mais de 1,3 milhões de casos e 36.565 mortos, Espanha, com mais de 1,1 milhões de casos e 35.878 mortos, Argentina, com mais de 1,1 milhões de casos e 31.002 mortos, e Colômbia, com mais de um milhão de casos e 31.598 mortos.

PMC // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS