Covid-19: Itália regista quase 25.000 casos e 205 mortes nas últimas 24 horas

A Itália registou um novo aumento nos casos diários de covid-19, com 24.991 infeções nas últimas 24 horas, e 205 mortes, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde.

Covid-19: Itália regista quase 25.000 casos e 205 mortes nas últimas 24 horas

Covid-19: Itália regista quase 25.000 casos e 205 mortes nas últimas 24 horas

A Itália registou um novo aumento nos casos diários de covid-19, com 24.991 infeções nas últimas 24 horas, e 205 mortes, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde.

A Itália registou um novo aumento nos casos diários de covid-19, com 24.991 infeções nas últimas 24 horas, e 205 mortes, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde.

Com este número de novos contágios, aumenta o total para 589.766 desde o início da epidemia em fevereiro, enquanto o número de óbitos subiu para 37.905.

No último dia foram também realizados 199 mil testes de diagnóstico, um valor recorde.

Os pacientes com sintomas continuam a aumentar e são já cerca de 15.000 os hospitalizados em todo o país, enquanto 1.536 pessoas estão internadas em Unidades de Cuidados Intensivos.

A região de Lombardia, no norte, continua a ser o epicentro da pandemia no país e registou 7.558 novas infeções no último dia, seguida por Piemonte, com 2.827, Campânia, 2.427, e Véneto, 2.143.

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, numa intervenção no Parlamento, justificou hoje os últimos encerramentos de estabelecimentos públicos e garantiu que servem para evitar um novo confinamento geral mais “prejudicial”.

“Essas restrições, que outros parceiros europeus estão a adotar, respondem a uma estratégia governamental precisa para controlar a pandemia sem que nos vergue. Reduzir as hipóteses de contágio neste momento é a única forma de permitir, por um lado, a manutenção do sistema nacional de saúde e, por outro, de evitar um segundo confinamento geral que prejudicaria ainda mais a economia do país”, alertou.

No último domingo, Conte decretou o encerramento, até 24 de novembro, de cinemas, teatros, ginásios, piscinas ou salas de espetáculos e restringiu os horários de abertura de restaurantes, bares e outros estabelecimentos até às 18:00.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS